Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
Home RobóticaContato

Fígado: qual a diferença entre tumor primário e metástase?

Tumor primário do fígado

O tumor primário do fígado é originado no próprio fígado e ocorre em pacientes com doença prévia neste órgão, seja cirrose por hepatite B ou C, esteato-hepatite, hemocromatose, entre outras doenças.

Caso o paciente faça acompanhamento com um médico especialista em fígado e realiza o ultrassom de 6 em 6 meses, e surge uma manchinha no fígado, a primeira ideia é que se trate de um tumor pequeno do fígado de até 3 cm.

Se for nódulo único, é possível que se faça a destruição dele por embolização ou punção, porém, é necessário sempre realizar exames de imagem e alfa fetoproteína, chamado também de marcador tumoral.

Tumor secundário do fígado

Metástase hepática normalmente ocorre em uma pessoa que não tem nenhuma doença do fígado, mas tem um tumor em outro lugar do corpo, as células acabam migrando pelo sangue e o paciente descobre uma mancha no fígado. Esse tumor não é primário, e sim secundário, ou seja, se origina em outro órgão do corpo que não é o fígado, podendo ser o pulmão, a mama, o intestino.

Essa é a diferença entre o câncer de fígado primário e o metastático.

O fígado é o lugar mais frequente de metástase porque todo sangue passa com muita frequência.

Apesar disso tudo, às vezes é preciso realizar uma biópsia e definir a linhagem do tumor por esse exame.

Gostou? Compartilhe!
dr Luiz Carneiro

Profº Dr.Luiz Carneiro

CRM: 22.761/SP

Diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

magnifiercrossmenuchevron-down