Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
Home RobóticaContato

Cirrose e Câncer de Fígado são a mesma coisa?

O câncer de fígado e a cirrose são doenças muito distintas, mas possuem um desfecho que pode ser muito associado e comum.

Cirrose

A cirrose é consequência de uma doença que destruiu o fígado. Essa doença pode ser desde uma hepatite viral do vírus B ou do vírus C até uma esteatose hepática, conhecida como gordura no fígado. Essas duas doenças levam à inflamação intensa do fígado (fibrose) que termina em cirrose hepática.

Nos Estados Unidos, a esteatose hepática está entre as primeiras causas de cirrose, já as hepatites virais desapareceram por conta da vacina e dos tratamentos eficazes.

Quando cortamos a pele, uma cicatriz é formada para fechar o buraco. A fibrose é basicamente uma cicatriz que ocorre devido à destruição das células do fígado. Portanto, a cirrose é um fígado com fibrose que ao longo do tempo vai perdendo a sua função.

Câncer de fígado

O câncer é uma célula maligna que pode estar associado com hepatites B ou C, mas como dito anteriormente, a doença tem diminuído bastante. Porém, em compensação, a esteato-hepatite é a primeira causa de câncer em muitas regiões dos Estados Unidos.

Diagnóstico de câncer de fígado e cirrose

A partir dessas informações, é possível perceber que há bastante relação entre câncer de fígado e cirrose, já que os dois são causados pelas mesmas doenças.

A Organização Mundial da Saúde (OMC) e as grandes sociedades que tratam doenças do fígado recomendam que se o doente tiver uma doença de risco, o diagnóstico precoce deve ser feito.

O rastreamento ocorre por meio de exames de sangue com marcadores tumorais, como alfa fetoproteína, e ultrassonografia duas vezes ao ano. Esses exames são capazes de diagnosticar o tumor.

Caso se trate de um tumor pequeno, saiba que tem cura!

Vale deixar claro que: a grande maioria dos tumores aparece em fígado cirrótico. Portanto, se você tem um fígado com alguma doença, faça o rastreamento porque você faz parte da população de risco e o diagnóstico precoce cura quase 100% dos doentes.

Procure o seu médico gastroenterologista e hepatologista e faça o segmento da doença!

Gostou? Compartilhe!
dr Luiz Carneiro

Profº Dr.Luiz Carneiro

CRM: 22.761/SP

Diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

magnifiercrossmenuchevron-down