Sintomas da Cirrose em estágio avançado

Sintomas da cirrose em estágio avançado

A cirrose em estágio avançado é uma fibrose do fígado. As manifestações clínicas mais frequentes da cirrose são:

 

Ascite (barriga d’água)

A cicatrização do fígado (fibrose) dificulta a circulação do sangue em cruzar o fígado, e assim, o sangue fica represado levando a um extravasamento de uma parte desse sangue para dentro da barriga, formando a barriga d’água.

Existem outros mecanismos envolvidos, como a drenagem linfática, entre outros, que são consequentes desse aumento da pressão do sistema venoso da veia porta, a ascite é um deles.

 

Encefalopatia

Como o sangue está estagnado e não atravessa o fígado, os ingredientes do sangue, como, proteína e glicose, não podem ser metabolizadas pelo fígado.

Ao invés da circulação sanguínea passar pelo fígado, existe um desvio do sangue porque ele não pode ficar estagnado , assim, com o aumento da pressão porta, o sangue acha outro caminho para chegar ao coração, e as proteínas em forma de amônia podem levar à encefalopatia.

Hemorragia

Esses desvios do sangue também podem passar pelo estômago e pelo esôfago levando às varizes de esôfago e às varizes do fundo gástrico gerando a hemorragia.

 

Peritonite bacteriana espontânea

A ascite, que é a barriga d’água, pode se infectar e levar ao que nós chamamos de peritonite bacteriana espontânea.

 

Letargia e Encefalopatia hepática

O paciente que tem cirrose avançada e ingere uma grande quantidade de carne, aumenta a produção de amônia no intestino e essa amônia pode intoxicar o cérebro, levando o paciente a uma letargia ou encefalopatia hepática (confusão mental).

 

Vômitos e fezes

Com a evolução da fibrose, as varizes podem se romper para dentro do intestino dando vômitos com sangue ou perda das fezes pelo intestino.

 

Câncer

A fibrose hepática, independente da sua origem, favorece a chance de uma mutação na célula e o desenvolvimento de tumores. Nós consideramos que os pacientes cirróticos também são população de risco para o câncer.

Como tratar a cirrose em estágio avançado?

Para tratar a cirrose, os doentes devem ser encaminhados para um serviço especializado, realizar exames preventivos com frequência para tratar através do tratamento endoscópico das varizes e esôfago, dieta para encefalopatia mais alguns medicamento, uso de diuréticos e se tiver infecção, usar antibióticos.

Clique no sino do canto inferior direito para receber notificações!

2 Comentários

  1. Boa tarde Dr.Luiz meu esposo está sofrendo de Cirrose já foi internado medicado. e vamos agendar a consulta.Mas gostaria de saber! Ele tem muito sono e fraqueza nas pernas emagreceu mais acho que está perdido nas medicações e eu não fico em casa porque trabalho e percebi que tb nõ está seguindo a dieta. Quer comer o que comemos está ingerindo em maior qde. Está muito nervoso e com tonturas isto pode ser encefalopatia? mexe com o cérebro? Está sendo muito dificil para mim me ver diante desta situação é verdade que a pessoa em estágio avançado tem em média de 02 a 04 anos de vida? Obrigada 9-5884-0935 – whats.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prof. Dr. Luiz Carneiro

Diretor da Divisão de Transplantes de Fígado e Orgãos do Aparelho Digestivo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

TIRE SUAS DÚVIDAS

× Agendar Consulta.
Share This