Home » Omeprazol faz mal para a saúde? Descubra se o medicamento apresenta efeitos colaterais

Profº Luiz Carneiro D'Albuquerque - CRM: 22.761

Cv Lattes   GoogleMyCitations  ResearcherID  ORCID

Última atualização em 24/07/2020 por Prof Luiz Carneiro

Omeprazol faz mal para a saúde? Descubra se o medicamento apresenta efeitos colaterais

O Omeprazol é um medicamento da classe dos inibidores da bomba de prótons, que diminuem a acidez da secreção gástrica alterando a atividade da bomba H+/K+-ATPase. Lançado no final da década de 80, e início dos anos 90 no Brasil, trouxe consigo uma nova perspectiva para o tratamento de problemas gástricos que estão relacionados à acidez, entre outras patologias, gastrite, refluxo e úlceras, o fármaco logo ganhou a preferência da classe médica por aliar eficácia e menos efeitos colaterais.

Porém, algumas dúvidas ainda giram em torno desta medicação, como por exemplo, se ele realmente pode causar osteoporose, demência e câncer, e se podem surgir outros efeitos colaterais.

No post de hoje, abordaremos melhor este assunto. Continue nos acompanhando para mais informações.

A função do Omeprazol

Conforme dito anteriormente, o Omeprazol atua diretamente na diminuição do suco gástrico, e por isso é muito utilizado para tratar doenças estomacais, pois ajuda a diminuir a acidez e auxilia na cicatrização de úlceras.

O tratamento realizado com o medicamento dura algumas semanas após sua indicação, ou meses, até que uma melhora do quadro do paciente seja notada. Em alguns casos mais específicos, o médico gastroenterologista poderá recomendar o uso contínuo do mesmo.

Primeiro, podemos ressaltar que o uso do Omeprazol já foi aprovado pelo órgão de saúde no Brasil, Estados Unidos e Europa, comprovando assim que é um medicamento seguro.

Omeprazol não causa demência

A deficiência da vitamina B12, estimulada pelo uso do omeprazol, em alguns casos pode desencadear demência. É o que aponta um estudo realizado por pesquisadores de uma divisão do Oakland Medical Center, na Califórnia. Foram comparados 25.956 pacientes com deficiência de vitamina B12 com outros 184.199 indivíduos que apresentavam taxas normais do nutriente. Em ambos os grupos foram administrados protetores estomacais e o resultado apontou risco aumentado de deficiência de vitamina B12.

Estudo concluiu que, as pessoas que fizeram uso deste medicamento por durante muito tempo, tinham 65% a mais de chances de ter níveis baixos de vitamina B12, que é um nutriente muito importante para a formação das hemácias e manutenção das funções do sistema nervoso.

Em casos de deficiência desta vitamina, pode haver anemia e até situações de demência. Mas, não existem grandes riscos, e o paciente pode sim tomar o medicamento normalmente, desde que o consumo seja controlado e acompanhado pelo médico.

Relação com câncer de estômago

Estudos demonstraram a associação de câncer com uso do omeprazol a longo prazo; destacava também a necessidade de uma investigação mais aprofundada sobre o assunto. Porém, temos que informar a grande diminuição de complicações e casos cirúrgicos gástricos como as úlceras perfuradas e diminuição de tumor gástrico com tratamento das úlceras, gastrite e Helicobacter Pylori.

O risco de câncer no estômago foi apontado numa pesquisa realizada em 2017 pela Universidade de Hong Kong juntamente com a University College London. O estudo mostrou que o uso semanal por um período de um ano aumenta 2,4 vezes o perigo de desenvolver a doença. Por sua vez, aqueles pacientes que fizeram o uso diário do fármaco apresentaram um aumento de 4,55 nas chances de ter câncer. Esse não foi o primeiro estudo a relacionar o uso do omeprazol ao câncer de estômago, ou seja, em 2009, uma pesquisa baseada nos cuidados de saúde da população da Dinamarca publicou no British Journal of Cancer.

Destacando que sempre bom avaliar os riscos e os benefícios de todas as medicações com seu médico.

Anemia e osteoporose

A deficiência da vitamina B12, protagonista na produção de glóbulos vermelhos do sangue, compromete a quantidade dessas células na circulação, desencadeando anemia.

Podem estar associados com cansaço, tontura, dor de cabeça, desmaios e falta de ar. O uso contínuo do protetor estomacal altera o ph do estômago e leva à redução da capacidade de absorção de nutrientes e vitaminas.

O maior risco está relacionado a pacientes idosos e com outras comorbidades associadas. Com isso, a retirada de cálcio dos alimentos fica prejudicada, o que cria um ambiente favorável para osteopenia e osteoporose.

Ele pode causar outros efeitos colaterais?

O Omeprazol faz parte da classe de medicamentos inibidores da bomba de próton, que em geral são bem tolerados e raramente apresentam efeitos colaterais. Mas, em caso de uso prolongado, podem surgir complicações indesejadas, ou seja, diversos tipos de reações, entre elas:

  • Dor de cabeça;
  • Náuseas
  • Diarreia;
  • Tontura;
  • Dor nas costas;
  • Constipação;
  • Dor abdominal.

Vale lembrar que, apenas quando o medicamento é ingerido além do tempo prescrito pelos médicos, as chances de surgirem outros sintomas, mais intensos, aumentam.

E você, utiliza Omeprazol atualmente? Deixe nos comentários abaixo.

Clique no sino do canto inferior esquerdo para receber notificações!

 

 

         por Dr. Luiz Carneiro D’Alburquerque

CRM 22.761    

 

 

 

 

 

 

 

      por Dr. Luiz Carneiro

D’Albuquerque

CRM 22.761    

6 Comentários

  1. Simone Lima

    Sim faço uso desses medicamento porque sou transplantada renal uso 1 vez ao dia .

    Responder
  2. Joao Gerson Neto

    Já usei quando fui rsbsokatransplantado de fígado e rim. Muito raro usar. Só uso qdo meu HEPATOLIGISTA acrescenta algum remédio e autoriza o uso.

    Responder
  3. Lucia da rocha

    Tenho.pangastrite erosiva e refluxo sofro muito com.queimacoes ,ai sempre uma.vez ao ano.faco endoscopia ,mas da sempre a mesma coisa, já tratei o H.pilory ja está negativo mas.continuo com.fortes dores no estômago

    Responder
    • Equipe Prof. Luiz Carneiro

      Olá, Lucia. O ideal seria esclarecer esses sintomas para o seu médico de confiança e discutir uma forma de amenizá-los.

      Espero ter ajudado.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 4 =

Base-Side-Bar-Figado
Entre em Contato | Prof. Dr. Luiz Caneiro
× Agendar Consulta.