Home » Pólipo na vesícula: o que é e como tratar

Profº Luiz Carneiro D'Albuquerque - CRM: 22.761

Cv Lattes   GoogleMyCitations  ResearcherID  ORCID

Última atualização em 27/07/2020 por Prof Luiz Carneiro

Pólipo na vesícula: o que é e como tratar

Você sabe o que é um pólipo e de que maneira ele surge na vesícula? Pólipo é uma pequena lesão que nasce e cresce na parede da vesícula biliar, se projetando dentro dela. Essa lesão se apresenta como um pedacinho de tecido, bem semelhante a uma verruga, porém pediculado, ou seja, que se torna fixo na vesícula por uma pequena porção de tecido, semelhante a uma haste.

A formação dos pólipos é resultado de processos inflamatórios ou excesso de colesterol, sendo definido, neste caso, como pólipo benigno, cujo tipo mais comum é denominado como adenoma e pouco relacionado ao câncer. Existe a possibilidade de ser um pólipo maligno, que pode se transformar em um carcinoma.

Quer saber mais sobre o pólipo na vesícula, bem como sua forma de tratamento? Então, continue lendo para entender melhor essas questões.

 

Pólipo benigno e maligno

Conforme dito anteriormente, o pólipo pode ser definido como benigno ou maligno. Os pólipos benignos mais comuns são os de colesterol, chamados de colesterolose, os inflamatórios e os adenomas. Os adenomas são os que possuem uma probabilidade maior de se tornarem tumores malignos, os adenocarcinomas.

Em relação ao potencial maligno dos pólipos, o fator a ser considerado é o tamanho que apresentam. Pólipos com mais de 2 centímetros são considerados, na maioria das vezes, como tumores malignos na vesícula. Já os pólipos entre 1 e 2 centímetros também podem ser malignos, mas as chances são menores. Os cálculos de colesterol geralmente são múltiplos, e apresentam menos de 1 centímetro.

 

Qual o tratamento para pólipo na vesícula?

Antes de iniciar o tratamento, quando o paciente é diagnosticado com pólipo na vesícula, são necessários exames mais profundos para avaliar e indicar a melhor forma de tratar a doença. Em casos de formação de um pólipo com menos de 0,5 centímetro, que não está associado com o cálculo na vesícula, o médico especialista poderá optar apenas por um acompanhamento clínico e laboratorial.

Se durante a avaliação os médicos notarem que o pólipo está crescendo rapidamente, pode ser necessária a cirurgia para a retirada da vesícula, que poderá evitar um câncer biliar.

Geralmente, a cirurgia é feita quando o pólipo já se apresenta maior que 0,5 a 1 centímetro, ou outros dados fundamentais que não estão associados ao tamanho como, quando está associado à cólica biliar, alterações nos exames laboratoriais, crescimento rápido do pólipo, pólipo com longo pedículo, entre outros, que poderão resultar em uma lesão pré-maligna, cancerosa ou adenocarcinoma de vesícula.

Veja também: Pólipo na vesícula – fazer ou não a cirurgia?

Por isso, mesmo não estando associada com os cálculos vesiculares, algumas vezes será necessária a retirada deste órgão. A cirurgia para retirada total da vesícula recebe o nome de colecistectomia videolaparoscópica.

Clique no sino do canto inferior direito para receber notificações!

28 Comentários

  1. Como ter certeza que os pólipos não são, malignos ou que não são cálculos?

    Responder
    • Olá, Daniela. Para saber a diferenciação, é necessário realizar o diagnóstico, geralmente é feito através da ultrassonografia com um profissional especializado, além disso, é necessário observar o tamanho nesse mesmo exame para identificar a origem do pólipo. Espero ter ajudado e obrigado por me acompanhar!

      Responder
    • Boa noite!
      Me chamo Cristiany, em janeiro fiz uma ultrassom e tudo normal com a vesícula, foi submetida a uma cirurgia pra retirar um teratoma do meu ovário, , no mesmo procedimento foi retirado meu útero e também trompas, se passaram 5 meses da cirurgia tive muita dor abdominal, então procurei uma emergência fiz outra ultrassom e lá está um pólipo na vesícula com 1 cm, teimei com o médico não quis aceitar, como esse médico já faz um acompanhamento com ultrassom no meu pescoço devido a um câncer de tireóide, já operado a menos de dois anos ele me explicou, algumas coisas então estou muito triste, .. Gostaria de saber se pode ser câncer? Se as possibilidades são verdadeiras, devido o crescimento rápido?

      Responder
  2. Bom dia,

    Meu nome e Alcilene, descobri que tenho pólipos na vesícula a oito meses, como tenho um casos na família de câncer, a alguma possibilidade desse pólipo se transformar em cancer?

    Responder
    • Ola. Alcilene. Bom dia. O pólipo na vesícula pode se transformar em câncer, porém, isso é muito relativo, depende de cada caso. O ideal é manter um acompanhamento com o seu gastroenterologista e esclarecer todas as suas dúvidas. Agradeço pelo comentário e me siga no facebook para ter acesso aos meus conteúdos em primeira mão: https://www.facebook.com/profluizcarneiro/

      Responder
      • Olá Dr. Luiz
        Abril ou maio fiz exame abdominal e apareceu pólipo de 0,58 cm. Nesse caso é grave? Teria que operar?

        Responder
          • ótima explicação. vc me recomendou essa página. entendi que o maligno e o benigno são semelhantes no ultrassom, é tudo pólipo, diferenciando mais pelo tamanho. mas a bioquímica deles é igual também? há um exame que possa determinar malignidade? saber se é de colesterol ou se é adenoma? se seriam diferentes na gênese. além disso, consequentemente sendo o pólipo benigno pode simplesmente deixar ele lá a vida toda, para não ter que fazer cirurgia? o benigno vira maligno ou não? espero ter expressado a dúvida com clareza.

    • Bom dia! Tenho 47 anos, em 2018 fiz um ultra som e fui diagnosticada com pólipo na vizicula 0,5×0,3 e outro com 0,4×0,3 fui a vários médicos que me deixaram muito em dúvida pois a metade me aconselha a fazer a cirurgia e a outra metade não a médica que fez a minha ultra também falou que não era pra operar, agora estou sem saber se faço ou não a cirurgia, o último médico que fui gastroenterologista me aconselhou a fazer o acompanhamento uma vês ao ano! O que deve fazer????

      Responder
      • Olá, Regina. Infelizmente não posso dar uma resposta mais precisa, pois é necessário ter os exames em mãos para conhecer a fundo o caso. O que eu recomendo é seguir as orientações do médico que lhe passou maior confiança e entendimento do assunto.

        Espero ter ajudado e obrigado por me acompanhar! Se possível, me siga no Facebook para receber meu conteúdo em primeira mão: https://www.facebook.com/profluizcarneiro/

        Responder
      • Fui diagnósticado com um pólipo diminuto.. o que pode significar uma vez que meu colesterol é normal?

        Responder
      • Olá!
        Tenho 21 anos e descobri em um ultrassom que estou com um pólipo de 0,5 mm na vesícula!
        Sinto mt dor diariamente a 3 meses, no lado direito do abdômen!
        Porém um pouco dps fiz endoscopia e deu esofagite erosiva, e pangastrite. Será q a dor é dos pólipos ou dos outros problemas?

        Responder
  3. Boa tarde Dr. Luiz. Existe alguma forma de retirar o pólipo (0,35cm) da vesícula sem retirar ela toda?

    Responder
  4. Olá Dr. gostaria de saber mais sobre pólipos sésseis no estômago. Porque surge esses pólipos e como tratá-los?
    Obrigada

    Responder
    • Olá, Clara. Infelizmente não tenho um post sobre essa assunto, porém, tentarei colocar na minha pauta de postagens.

      De qualquer forma, agradeço pela dica!

      Responder
  5. É verdade que um pólipo séssil na vesícula biliar, solitário, mesmo que tenha menos de 1 cm é perigoso? Obrigado.

    Responder
    • Olá, Eduardo. Depende de diversos fatores, sendo assim, apenas com os exames do paciente em mãos e conhecimento a fundo no caso para responder essa questão de forma precisa. O ideal é procurar o médico que lhe acompanha e esclarecer essa dúvida!

      Espero ter ajudado e obrigado por me acompanhar! Compartilhe o post para manter outras pessoas informadas.

      Responder
  6. doutor, muito obrigada pelas explicações e por tirar minhas dúvidas! parabéns pelo conteúdo. gostaria de saber outra coisa, se o pólipo pode “cair”, desaparecer, e o que acontece com ele. para onde ele vai

    Responder
  7. TO COM PEDRAS E PÓLIPOS 0,4 CM NÃO INTENDO ESSE EXAME

    Responder
    • Olá, Valderci. O ideal é retornar ao médico que lhe indicou o exame para que seja analisado e proponha uma forma de tratamento adequada de acordo com o seu caso.

      Espero que ajude e obrigado por me acompanhar! Compartilhe o post para manter outras pessoas informadas.

      Responder
    • Ola
      Tenho um pequeno polipo de 0,5 cm.Mas tenho alterações na taxa de Gama GT, Tgo e Tgp. O pior que eventualmente sobem.Nada tenho de Hepatite alcoolismo uso de medicamento.. Colangioressonancia normal.Esse polipo pode alterar essas taxas?

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Base-Side-Bar-Figado
Entre em Contato | Prof. Dr. Luiz Caneiro
× Agendar Consulta.