Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761

Pólipo na vesícula: fazer ou não a cirurgia

Pólipo na vesícula: fazer ou não a cirurgia? | Por Prof Luiz Carneiro CRM 22761 | Diretor do serviço de transplante e cirurgia do fígado do hospital das clínicas da faculdade de medicina da USP.
Pólipo na vesícula: fazer ou não a cirurgia 2

Você sabia que um pólipo também pode se formar na vesícula biliar? Mas quando acontece a sua formação, será que é necessário fazer a retirada desse pequeno tecido por meio da cirurgia, ou existe algum outro tipo de tratamento mais indicado?

Vamos responder essas e outras perguntas neste artigo. Então, continue lendo para que você entenda, afinal, o que é um pólipo e também quando o procedimento cirúrgico é recomendado para fazer o seu tratamento.

O que é um pólipo na vesícula?

Pólipo é uma pequena lesão que cresce na parede da vesícula biliar e se projeta para dentro desse órgão. Trata-se de um pedacinho de tecido semelhante a uma verruga, porém, pediculado, ou seja, se fixa na vesícula por uma pequena porção de tecido parecida com uma haste, que lhe dá sustentação. Sendo assim, um pólipo, diferente de uma verruga, tem uma certa mobilidade.

Essa formação é o resultado de processos inflamatórios ou o excesso de colesterol. Nesse caso, trata-se de uma lesão benigna que não está relacionada com câncer. Porém, existe a possibilidade de um pólipo ser maligno, e se transformar ou ser carcinoma da vesícula biliar.

O pólipo pode desencadear sintomas?

O pólipo na vesícula na grande maioria das vezes não apresenta sintomas ou eles são tão sutis que podem ser despercebidos ou confundidos com outras condições. Tanto que normalmente são descobertos quando a pessoa é submetida a exames de ultrassonografia de rotina e muitas vezes assintomática; ou decorrentes para tratamento de outros problemas, como pedras na vesícula ou cólicas.

De toda forma, quando essa lesão estimula respostas orgânicas o indivíduo pode sentir dor abdominal do lado direito (cólica biliar), náuseas, vômitos e outras alterações associadas à via biliar e pâncreas.

É necessário fazer uma cirurgia para retirar o pólipo?

Quando um pólipo na vesícula é identificado são necessários exames mais aprofundados para analisar essa formação e avaliar o melhor tratamento. Isso porque, no caso de formações pequenas, com menos de 0,5 - 1 cm e que não estão associadas a cálculos na vesícula, ou seja, assintomáticos, pode-se optar por fazer acompanhamento clinico, laboratorial e de imagem a cada 3 a 6 meses.

O procedimento cirúrgico esta geralmente indicado quando:  o pólipo já está maior do que 1 cm, pólipos associados a cólica biliar, pólios associados a alterações laboratoriais; crescimento do pólipo num curto espaço de tempo; pólipo séssil ou base de inserção larga; pólipo com longo pedículo; idade do doente superior a 50 anos; coexistência de litíase vesicular; pólipos localizados no infundíbulo da vesícula ou alterações ecográficas na parede vesicular. Esses achados e indicação são importantes devido a possibilidade de ser uma formação polipoide ser uma lesão pré maligna, transformação cancerosa ou mesmo já um adenocarcinoma de vesícula. Então, mesmo que ele não esteja associado a cálculos vesiculares é feita a retirada desse órgão.

Um estudo demonstrou que 52,6% dos pólipos vesiculares menores que 1 cm eram lesões pediculadas neoplasicas. Outro estudo reportou que aproximadamente 30% dos pólipos entre 11 e 15 mm eram de colesterol. Distinguir entre lesões não-neoplásicas, neoplásicas e lesões potencialmente malignas tem sido o grande desafio diagnóstico.

A colecistectomia videolaparoscópica, consiste na retirada total da vesícula biliar por meio da colecistectomia, é o tratamento considerado padrão-ouro no tratamento dos pólipos não-neoplasicos.

É possível viver sem a vesícula biliar?

É claro que todas as estruturas do corpo humano têm a sua função e podem fazer falta ou não, dependendo de qual estrutura e sua indicação de ser retirado. Com isso, no caso da vesícula biliar é tranquilamente possível ficar sem ela, pois o organismo se adapta com a adequação dos hábitos alimentares e estilo de vida.

Isso porque esse órgão tem função de armazenar e concentrar a bile, colesterol, gorduras e fluidos, então ele libera a bile quando é necessário fazer a quebra de moléculas de alguns nutrientes e alimentos durante o processo digestivo. Sendo assim, como ela não ajudará na digestão é preciso que o cardápio esteja adequado para não haver desconforto.

Assim aqueles que precisam retirar a vesícula devem ter o cuidado de minimizar o consumo de gordura, reduzir o consumo de fibras, evitar a cafeína e alimentar-se em pequenas porções durante o dia. Principalmente nas primeiras semanas pós-cirurgia e com a adaptação o organismo vai se adequando ao hábito alimentar e estilo de vida.

Se você for diagnosticado com pólipo na vesícula é fundamental fazer avaliação médica para ter melhor consideração do comportamento da alteração. A retirada da vesícula nem sempre é necessária, mas se recomendada pelo médico é a medida mais eficaz para evitar o câncer.

Foto Links Úteis | Prof. Dr. Carneiro
Prof. Dr. Luiz Carneiro
Prof. Dr. Luiz Carneiro CRM: 22.761/SP, diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Doutor Luiz ;

    fiz uma ultra ( e apareceu "polipo vesicular de (05mm) , não tenho convenio médico - tenho (59 anos) , saúde perfeita não sinto sintomas nenhum ; descobri por estar com (ferritina) elevada (463ng/dl)!
    Os médicos que estão me atendendo, sugerem eu retirar a Vesícula;
    não estou me sentindo confiante para tal ! ainda mais sendo pelo SUS!
    Fiquei mto feliz lendo vosso comentário, mto obrigado!
    Sds.

    1. Senhor por favor. Opere! minha mãe teve o mesmo diagnóstico ao 59 anos também, e dependente do sus. Colocou o nome no sistema e demorou anos. e esperou até que Se tornou câncer e mesmo operando no particular devido a urgência. e fazendo quimel. Não resolveu. Sofremos por quase 4 anos lutando contra isso.ate ela falecer. Mais o câncer de vesícula e tido como agressivo e difícil de regredir. Então siga o quanto antes o Conselho do médico e faça a cirurgia. O que posso fazer hoje e orientar para que outros não sofra como nós sofremos!

      1. Olá, Claudia. Todos os relatos servem de alerta, porém, temos sempre que lembrar que cada caso é um caso e é importante seguir as orientações dos médicos ou procurar uma segunda opinião profissional.

        1. Olá Douto meu nome é Edilene Estou com polipo na vesícula estou sentindo dores do lado direito,tenho alguma restrição de alimentação que possa me ajudar? Dese já agradeço

          1. Olá, Edilene. O ideal seria conversar com o seu médico e pedir uma lista de alimentação adequada para o seu caso.

      2. Fiz uma cirurgia para retirada de pólipo na visicula, já se passaram 22dias, cinto muita ardencia na pele da barriga e dor, isso é normal?

          1. Olá, Thamires. Normalmente, a cirurgia é indicada para pacientes sintomáticos, aqueles que são assintomáticos é indicada apenas em pedras com mais de 3cm, entre outros fatores. Porém, temos que lembrar que cada caso é um caso. O ideal é retornar ao médico que lhe indicou o exame e esclarecer essa questão.

            Espero ter ajudado e agradeço pelo comentário!

          2. doutor, pólipo e carcinomas são coisas diferentes? por exemplo, a partir de um certo tamanho, o pólipo é considerado maligno/cancerígeno, mas e quando esse câncer era apenas pólipo pequeno, já era câncer? qualquer pólipo na vesícula, basta crescer que vira câncer? não sei se são coisas diferentes desde a origem.

          1. Olá, Hannah. O ideal é que você mantenha um acompanhamento com o seu médico e verifique quais as possibilidades de reverter esse quadro!

            Espero ter ajudado e obrigado por me acompanhar! Se possível, me siga no Facebook para receber meu conteúdo em primeira mão: https://www.facebook.com/profluizcarneiro/

        1. Olá, Débora. A cirurgia para pólipo é indicada quando o paciente é sintomático e apresenta um crescimento exagerado do pólipo em um curto período de tempo. Porém, outros fatores devem ser levados em consideração. O ideal é retornar ao seu médico e esclarecer a forma de tratamento mais eficaz.

          Espero que ajude e agradeço pelo comentário!

    2. Oi, estou com pólipo de 4 mm na vesícula, o médico disse que podemos ter um acompanhamento a CD 6 meses, pois p retirada da vesícula, só ser o pólipo for maior que 6 mm.

      1. Olá, Lucelma. É necessário lembrar que cada caso é um caso. A cirurgia de retirada na vesícula varia de acordo com a gravidade do pólipo, além do tamanho e tipo.

    3. Olá. Eu tenho feito acompanhamento de 6 em 6 meses, pois descobri um pólipo de 0,7 mm o qual não cresce mais que isso. Me indicaram a fazer a cirurgia mas o especialista, o qual faço o ultrassom, me disse que não tenho que fazer cirurgia nenhuma, e completou que nem aconselharia a um familiar dele. Então me senti seguro em não fazer.

  2. MEU NOME É CARLA , FIZ UMA ULTRA DAS VIAS BILIARES EM 11/2018 DESCOBRI UM PÓLIPO NA VESÍCULA DE 0,2MM. EM 03/2019 FIZ NOVA ULTRA E O PÓLIPO É DE 4,6MM. FIZ EXAMES DE SANGUE E OS MARCADORES DE CÂNCER DEU TUDO NORMAL . JÁ MARQUEI CONSULTA COM O CURURGIÃO PARA 08/05/2019 . ESTOU PREOCUPADA , ACHEI QUE ELE CRESCEU MUITO QUERO OPERAR LOGO. DEVO TIRAR TODA A VESÍCULA OU SÓ O PÓLIPO ? TENHO 45 ANOS.

    1. Olá, Carla. Essa questão deve ser esclarecida com os médicos que lhe acompanham, apenas com os exames em mãos para saber qual o procedimento mais viável dentro do seu quadro clínico, pois cada caso é um caso. Infelizmente não consigo dar uma resposta mais precisa pois precisaria de um acompanhamento médico. Espero ter ajudado e se possível, me siga no Facebook onde receberá meu conteúdo em primeira mão: https://www.facebook.com/profluizcarneiro/

    2. Meu nome é Inês em dezembro 2018 fiz ecografia apareceu um pólipo de 0,4 mm e tre meses depois fiz outra apareceu 2 pólipos um de 0,45 e outro 0,55 mm . Médico falou que terei que operar . Mas antes ele quer que eu faça uma colonoscopia para ver se não tem pólipo no intestino pois já fiz anos atrás e foi tirado alguns . Mas agora o médico vão faz pelo meu convênio e e muito caro estou esperando fazer pelo sus . Mas estou pensando em fazer outra ecografia da vesícula para ver . Pois ouvi falar que pude desaparecer.

  3. Descobri que tenho no mínimo 5 pólipos entre 3 e 4 mm. O médico quer fazer a cirurgia. Não é possível fazer o acompanhamento pra ver o crescimento antes de operar ??

    1. Olá, Marcia. Isso deverá ser acordado com o seu médico, pois o mesmo possui maior conhecimento sobre o seu caso, sabendo qual o melhor procedimento para você. O que pode ser feito é conversar com ele e ver se é possível outros métodos de tratamento. Espero ter ajudado e obrigado.
      Me siga no Facebook e receba meu conteúdo em primeira mão: https://www.facebook.com/profluizcarneiro/

  4. Doutor, meu filho tem 19 anos, a primeira ultrassonografia deu polipo com 0,5mm depois de 45 dias foi PR 0,6mm e depois de 50 dias já está com 0,7,7mm quase 8mm, está crescendo rápido, pode ser polipo colesterol? Mesmo com esse crescimento rápido?

    1. Olá, Claudia. Infelizmente, é difícil responder essa questão sem ter os exames em mãos. É necessário procurar um médico para que seja analisado essas questões e de acordo com o quadro clínico do paciente, propor o melhor tratamento. Espero te ajudado e obrigado por me acompanhar!

  5. Num simples exame de sangue de rotina o médico achou estranho o CA50 dar elevado, sendo assim, pediu pra fazer ressonância e achou um sinal de pequeno pólipo de 0,4cm x 0,2cm na visícula biliar. Agora me encamihou para um cirurgião geral, estou com medo, é esse mesmo o procedimento a se fazer? Vou ter que retirar a visícula mesmo?
    Abraço e obrigado pelo conteúdo de qualidade!

    1. Olá, Jefferson. Cada caso é um caso, sendo assim, é muito difícil responder essa questão sem ter os seus exames em mãos. De qualquer forma, o ideal é seguir as recomendações do seu médico ou procurar outro que lhe traga mais confiança. Espero que ajude e obrigado!

      1. Meu filho tem 13 anos e em Janeiro de 2019 descobrimos um polipo de 2,8mm realizamos outro exame e em 5 meses o polipo esta com 6mm o médico sugerio cirurgia mas estou apreensiva.

        1. Olá, Patricia. É comum essa situação diante de uma cirurgia, porém, o seu filho está em boas mãos. Siga as orientações dos médicos!

  6. Boa noite dr Luiz fiz um ultrassom a pouco menos de um ano e apareceu um pólipo medindo 00,6 e repeti o exame agora dia 9 e surgiu outro do mesmo tamanho seria necessário tirar a vesícula ou tem como está tratando o clínico que me acompanha falou que o ideal seria eu passar com um gastro que provavelmente ele iria querer tirar até mesmo por causa da genética familiar. Desde já agradeço

    1. Olá, Thiago. Infelizmente, é muito difícil responder essa questão sem ter os exames em mãos e um acompanhamento médico. Sendo assim, o mais recomendado é marcar uma consulta com o gastroenterologista, entregar os exames e avaliar qual a melhor forma de tratamento. Espero ter ajudado e obrigado por me acompanhar.

  7. tenho polipo 0,8 mm , qua antes era de 0,5 mm no primeiro exame qua fiz em 2016, estou para retira lo, mas segundo o medico tenho de regular mais a oressao, tive um problema familiar de saude com minha filha , que fez chefar a isto, e quero tambem ser doador renal para ela,,,pergunto poderia doar e retirar o polipo depois?

    1. Olá, Fernando. Infelizmente não tem como responder essa questão sem ter todos os seus exames em mãos e acompanhamento médico, sendo assim, o que eu indico é retornar ao médico que solicitou a retirada do pólipo e esclarecer essa dúvida, já que ele é o profissional que possui maior conhecimento sobre o seu caso. Espero ter ajudado e obrigado por me acompanhar!

    2. Olá, Inês. Os pólipos podem desaparecer, mas são casos e casos. O ideal é conversar com o seu médico e ambos resolverem qual a melhor opção. Espero ter ajudado e obrigado por me acompanhar!

  8. Fiz um ultrassom em 2017 e apareceu um polipo na vesícula de 0.6. Em 2018 foi para 0. 66 e agora em 2019 está 0.7
    Vou precisar retirar e vesícula?

    1. Olá, Marlene. Cada caso é um caso. O ideal é recorrer ao médico que lhe acompanha e possui maior conhecimento sobre o caso, apenas ele poderá responder essa questão com base no seu histórico clínico. Espero que ajude e obrigado por me acompanhar!

  9. ola, eu tinha polipo na vesícula, mas no ultimo ultrassom não apareceu mais. Mas na endoscopia, apareceu, formação polipóide séssil 5mm , esbranquiçada e regular. Polipectomia (dai aparece frasco 1, mandaram para analisar o tipo de pólipo que surgiu?)
    do que surgem esses malditos pólipos?

    1. Olá, Bruno. Existem alguns fatores que propiciam o aparecimentos desses pólipos, porém, cada caso é um caso. O ideal é retornar ao médico que lhe indicou esse exame para esclarecer essa dúvida. Apenas com os exames em mãos para dar uma resposta mais precisa.

      Espero ter ajudado e obrigado por me acompanhar! Se possível, me siga no Facebook para receber meu conteúdo em primeira mão: https://www.facebook.com/profluizcarneiro/

  10. Fiz um exame de abdômen total , como sempre faço anualmente. Foi detectado vários pólipos, o maior medindo 0,002mm. Já tive câncer de mama atingindo dos linfonodos axilares. O médico q procurei disse que eu precisava retirar a vesícula. Mas estou receosa porque não sei se é realmente necessário retirar a vesícula, mas por outro lado a minha história clínica me deixa um pouco preocupada. Gostaria de saber de sua opinião.

      1. Olá doutor ! Meu pai tem dois pólipos, um de 9,5mm e outro de 8,6mm. Ele tem colesterol e triglicerídeos muito alto, pedras nos dois rins, gordura no fígado e pâncreas, pois está muito acima do peso. Iremos fazer mais exames sobre isso mais pra frente pois não temos condições financeiras e esperar pelo SUS demora demais... os médicos recomendaram ele emagrecer primeiro. Minha dúvida é, caso os pólipos sejam “causados” pelo alto colesterol, caso ele consiga diminuir essas taxas, tem como regredir ou é irreversível? Obrigada!

  11. Estou com pólipo na vesícula de 0,4 e durante o ano, tive dois episódios de enjoo, náuseas e vômitos,
    Meu médico, quer que repita o exame daqui a seis meses

Prof Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
CONTATO
Atenção: O site https://profluizcarneiro.com.br/ é uma espaço de informação e orientação médica de qualidade, nunca poderá substituir a consulta de um profissional médico que é a única pessoa capaz de realizar o diagnóstico real.

© 2021 Prof. Dr. Luiz Carneiro. Todos os direitos reservados. Desenvolvido com ♥ em WordPress por SuryaMKT

magnifiercross