Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
Home RobóticaContato

Diverticulite é grave? Quais são os sinais de alerta?

Diverticulite é uma condição que acomete a parede interna do intestino, sendo caracterizada pela formação de pequenas bolsas, conhecidas como divertículos.

diverticulite e grave quais sao os sinais de alerta blog Prof Dr. Luiz Carneiro

Quer saber mais sobre o assunto, descobrir quais são os sintomas e saber se existe gravidade? Acompanhe mais detalhes no post a seguir!

Como ocorre a diverticulite?

O motivo da formação dos divertículos não é totalmente esclarecido. A principal teoria é associada a constipação, pode contribuir com o desenvolvimento da diverticulite. 

Isto significa que, quando o indivíduo não possui uma dieta rica em fibras, as fezes endurecem e provocam a constipação. Assim sendo, o esforço para evacuar se torna maior, fazendo uma pressão no cólon e no intestino, fazendo com que as pequenas bolsas apareçam. 

Além da constipação, temos outros fatores de risco como: 

  • A idade superior a 40 anos;
  • Sedentarismo;
  • Tabagismo;
  • Obesidade.

Em uma pessoa com divertículos no cólon, pode ocorrer a obstrução dessas pequenas bolsas, seguido de inflamação das mesmas e até perfuração de uma delas. Essa inflamação e infecção é chamada de diverticulite aguda

Quais são os sintomas de diverticulite?

Muitas pessoas podem ter divertículos no cólon sem sequer saber. Em alguns casos os divertículos podem inflamar, levando a diverticulite, que pode ser potencialmente grave. Ou seja, em geral os sintomas são de suas complicações, a diverticulite ou o sangramento.

Entre os principais sintomas da diverticulite, podemos destacar:

  • Dor abdominal, frequentemente no lado esquerdo inferior do abdômen;
  • Náuseas;
  • Vômito;
  • Mudanças no hábito intestinal, como diarréia ou constipação;
  • Falta de apetite.

Como obter o diagnóstico? 

Em geral, a doença diverticular é diagnosticada por meio da colonoscopia. A  diverticulite pode ser avaliada pela a tomografia computadorizada

No momento de infecção e inflamação, prefere-se não realizar a colonoscopia.

Vale lembrar que o diagnóstico é importante não apenas para detectar a condição, mas para distingui-la de outras doenças, como o câncer de cólon, por exemplo.

A diverticulite pode ser grave? 

A gravidade da diverticulite é determinada por fatores como a extensão da inflamação, a presença de complicações e a saúde geral do paciente. 

Em casos de diverticulite grave, geralmente, surgem sintomas específicos, como febre alta e incapacidade do paciente em se alimentar. 

Também pode ocorrer o desenvolvimento de complicações, como fístulas ou perfuração no intestino. Por isso, é fundamental a  avaliação médica para receber o tratamento adequado.  

Como tratar a diverticulite?

Conforme dissemos, a diverticulite precisa ser tratada para evitar que o paciente tenha sérias complicações, como fístulas, abscesso ou peritonite, que é uma inflamação generalizada

De modo geral, o tratamento dependerá do quadro apresentado. Para alguns, a indicação é de repouso e mudanças na alimentação, e antibióticos via oral. Outros podem precisar de internação hospitalar, drenagem do abscesso ou até cirurgia. 

A cirurgia pode envolver a remoção da parte afetada do cólon, conhecida como ressecção ou a realização de colostomia. 

Possui outras dúvidas sobre o assunto? Comente abaixo e compartilhe o post de hoje!

Gostou? Compartilhe!
dr Luiz Carneiro

Profº Dr.Luiz Carneiro

CRM: 22.761/SP

Diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

magnifiercrossmenuchevron-down