Conheça os 5 principais sintomas de câncer no intestino

Última atualização em 25/05/2021 por Prof Luiz Carneiro
• Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Home » Conheça os 5 principais sintomas de câncer no intestino

O câncer no intestino é um tumor maligno que pode se desenvolver no intestino grosso ou no reto. Na maioria das vezes, essa doença surge a partir de um pólipo com aspecto semelhante a uma verruga.

A imagem mostra uma ilustração digital do intestino.

No post de hoje, falaremos um pouco mais sobre este assunto e você vai conhecer os principais sintomas da doença. Acompanhe a seguir e boa leitura!

O câncer de intestino e seus fatores de risco

Em geral, o câncer de intestino começa como uma lesão benigna, o pólipo, evoluindo lentamente até se transformar em um tumor que apresenta malignidade.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer colorretal, como também é chamado, é o segundo tipo de câncer mais frequente entre a população brasileira, tanto homens quanto em mulheres.

Entre os fatores de risco do câncer no intestino, podemos destacar:

  • Obesidade;
  • Alimentação rica em proteína animal e gordura;
  • Histórico familiar da doença;
  • Alimentação pobre em verduras;
  • Idade avançada.

De todos esses fatores, algumas doenças inflamatórias do intestino também podem desencadear o câncer, como por exemplo, a Retocolite ulcerativa crônica ou a Doença de Crohn.

Quais os principais sintomas?

Os sintomas de câncer no intestino podem variar de acordo com a gravidade. Por isso, é importante consultar o médico gastroenterologista ou clínico geral caso os sinais persistam por mais de 1 mês. Confira a seguir os 5 principais sintomas da doença.

1 – Constipação ou diarreia

Sabemos que o hábito intestinal tende a mudar quando são feitas mudanças na dieta alimentar ou quando ocorrem situações de estresse. Porém, caso o seu intestino fique preso ou solto sem uma causa aparente, pode ser um sinal de câncer.

Isto porque o câncer de intestino pode causar alterações no funcionamento intestinal, levando a uma diarreia ou constipação.

2 – Fezes com sangue

Não é normal evacuar e perceber sangue nas fezes. E são muitas as pessoas que notam essa anormalidade e pensam que é apenas uma fissura ou hemorroida. Mas, nem sempre é apenas isso.

Quando as fezes apresentam sangue vivo ou escuro deve-se procurar um coloproctologista para que as causas sejam investigadas.

Em geral, o sangue escuro é sinal de que existe um problema localizado no começo do intestino. Já o sangue vivo significa que a lesão pode estar na porção final do mesmo.

3 – Alterações no formato das fezes

Quando a passagem do intestino está bloqueada pelo tumor, as fezes tendem a ser finas e longas, em formato de lápis, indicando que alguma coisa está impedindo que elas ocupem o diâmetro do intestino.

4 – Perda de peso sem motivo

A perda de 5 kg ou mais no decorrer de 6 meses, sem mudanças significativas no estilo de vida ou dieta, pode ser um sintoma de câncer de colorretal.

Isso pode acontecer devido as células do tumor utilizarem uma boa parte do estoque de energia do corpo. Além disso, o sistema imunológico trabalhará mais para tentar combater o problema.

E as substâncias liberadas por alguns tipos de células, sendo elas tumorais, também podem converter os alimentos em energia, o que leva à perda de peso automaticamente.

5 – Dor abdominal ou inchaço

Esses sintomas também são provocados pelo bloqueio do intestino por conta do acúmulo de fezes que não conseguem passar, causando dor abdominal e desconforto.

Vale lembrar que depois de refeições grandes, durante a menstruação e após consumo de bebidas alcoólicas é normal sentir inchaço. Mas, se for algo persistente, é importante consultar o médico.

Prevenção é fundamental

Se você tem observado algum destes sintomas, não se desespere! Por mais que o câncer colorretal possa provocar esses sinais, muitos são inespecíficos e podem indicar outras doenças, como as doenças inflamatórias intestinais.

Ainda assim, a prevenção é fundamental, sendo muito importante consultar o médico para o diagnóstico e tratamento adequado.

O conteúdo foi esclarecedor? Conte-nos nos comentários abaixo e compartilhe o conteúdo com seus amigos! Nos vemos no próximo post! Até lá!

0 comentários
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + 1 =

Prof. Dr. Luiz Carneiro
Sobre o Autor

Prof. Dr. Luiz Carneiro CRM: 22.761/SP, diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

GoogleMyCitations

 Cv Lattes

ResearcherID

ORCID

Base-Side-Bar-Figado
Entre em Contato | Prof. Dr. Luiz Caneiro

Posts Relacionados

× Agendar Consulta.