Cirrose biliar: o que é?

Cirrose biliar primária

A cirrose biliar primária é consequência de uma doença autoimune. É uma doença grave do fígado e se manifesta principalmente em pacientes na faixa dos 40 a 50 anos, as alterações são mais frequentes em mulheres. Tem evolução lenta e precisa ser seguida por hepatologista.

Quando as enzimas hepáticas (Gama GT e bilirrubina) se elevam, os olhos ficam amarelos. Essa doença tem também potencial de malignização em longo prazo.

Quando existir esse diagnóstico, é indicado procurar um médico especialista para fazer um segmento, porque o tratamento é muito específico.

OBS:  O antimitocôndria, que é um anticorpo, presente em cerca de 90 a 95% dos casos, confirma de modo geral a suspeita diagnóstica

É uma doença autoimune, portanto, é necessário tomar remédios de segmentos complexos e muitas vezes constantemente. Procure o seu médico para examinar e ver se não houve mudança de comportamento.

Se a evolução for muito desfavorável, na menor parte das vezes isso pode acontecer, os doentes podem ficar com os olhos amarelos (icterícia) e numa fase mais avançada, isso pode eventualmente dar coceira.

Portanto, essa é uma doença que poderia ser tratada e controlada, mas se não fizer o tratamento na fase inicial, a doença poderá piorar e precisará do transplante.

A nossa recomendação é que sempre que você tiver um diagnóstico de cirrose biliar primária, procure um hepatologista. Isso é extremamente necessário para começar o tratamento e tentar evitar as consequências da evolução dessa doença com medicamentos.

Cirrose biliar secundária

A cirrose biliar secundária é secundária a algum tipo de lesão. Por exemplo, você foi operar a vesícula, houve um acidente e o médico deixou um cálculo na sua via biliar, ou você tinha uma complicação inflamatória enorme que acabou resultando em uma estenose do canal do fígado.

Essa doença ocorre nos pacientes que não tinham nada ou que tinham cálculo de via biliar, cálculo intrahepático ou pedra dentro da vesícula e entupiu o canal.

Se for pedra, devemos fazer a limpeza da via biliar para tentar tirá-la por endoscopia. Existem múltiplos acessos, até mesmo a cirurgia que abre e faz uma anastomose bileodigestiva ou abrem essa via biliar e limpam.

A cirurgia da cirrose biliar secundária pode ser feita por via endoscópica. Caso já tenha a cirurgia prévia e foi associada a uma complicação dessa cirurgia, nós temos que operar de novo e procurar um especialista para fazer uma avaliação completa com métodos de imagem.

 
 

         por Dr. Luiz Carneiro D'Alburquerque

CRM 22.761    

 

 

 

 

 

 

      por Dr. Luiz Carneiro

D'Albuquerque

CRM 22.761    

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prof. Dr. Luiz Carneiro

Diretor da Divisão de Transplantes de Fígado e Orgãos do Aparelho Digestivo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

TIRE SUAS DÚVIDAS

Share This
× Agendar Consulta.