Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761

Refluxo gastroesofágico: o que causa e quais os sintomas?

O ideal é que os alimentos e bebidas que ingerimos fiquem restritos ao estômago para serem digeridos. No entanto, algumas pessoas apresentam o refluxo gastroesofágico, um problema caracterizado pelo retorno do conteúdo do estômago para o esôfago, e até mesmo a laringe e a boca.

Refluxo gastroesofágico: o que causa e quais os sintomas? | Por Prof Luiz Carneiro CRM 22761 | Diretor do serviço de transplante e cirurgia do fígado do hospital das clínicas da faculdade de medicina da USP.
Refluxo gastroesofágico: o que causa e quais os sintomas? 2

Essa condição exige atenção porque pode trazer complicações se ocorrer com frequência. E para esclarecer mais sobre esse tema preparamos este artigo apresentando as causas e sintomas do refluxo. Continue lendo!

Sobre o refluxo gastroesofágico

Entre o esôfago e o estômago existe uma válvula que controla a passagem de alimentos entre eles. Ela se abre quando engolimos algum alimento e se fecha para impedir o seu retorno ao esôfago. É fundamental que essa estrutura funcione adequadamente, porque as paredes esofágicas não têm proteção natural para os ácidos estomacais.

Quando eles entram em contato com os tecidos do esôfago causam sintomas e incômodos, que podem evoluir para lesões e levar a complicações diversas. Mas alguns indivíduos apresentam um mau funcionamento dessa válvula, ocasionando o refluxo gastroesofágico.

O conteúdo do estômago volta pelo canal, sendo que pode chegar até o esôfago, sendo chamado de gastroesofágico, ou atingir a garganta e o nariz, nesse caso, refluxo laringofaríngeo (decorrente do refluxo gastroesofágico ou suas causas).

O que provoca refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico é considerado uma condição natural em bebês até um ano de idade. Isso porque o seu sistema gástrico ainda esta em desenvolvimento e a válvula pode não funcionar corretamente. Mas é esperado que os refluxos se tornassem menos frequentes a partir do seis meses e desapareçam no primeiro ano.

No caso dos adultos que apresentam essa condição, ela é provocada por alterações na estrutura da válvula e outros músculos. Há possibilidade de existir a formação de hérnia de hiato, uma protrusão localizada na porção final do esôfago que pode determinar o mau funcionamento do esfíncter.

Sintomas desse problema

Dependendo do tipo de alimento ingerido por uma pessoa pode haver complicações durante a digestão e ela pode apresentar um quadro isolado de refluxo gastroesofágico. Uma grande quantidade de alimento também pode dificultar o trabalho do estômago e ocasionar o problema.

No entanto, ao apresentar sintomas mais de duas vezes por semana então se caracteriza o quadro de refluxo. Pessoas com essa condição manifestam os seguintes sinais:

  • queimação estomacal;
  • queimação no esôfago e/ou garganta;
  • estômago “pesado”;
  • má digestão;
  • azia;
  • eructação frequente;
  • tosse;
  • dificuldade para engolir;
  • mau hálito;
  • dor e/ou queimação no peito;
  • rouquidão matinal.

Os sintomas do refluxo gastroesofágico se agravam sob certas condições, como quando o indivíduo dobra o corpo ao baixar-se. Também é mais frequente ao permanecer na horizontal e ao deitar-se depois de ter se alimentado.

Possíveis complicações

Quando não tratado o refluxo pode trazer complicações que se tonam severas se não controladas. Como os tecidos não suportam as agressões do ácido estomacal, o contato frequente com ele causa irritações ou lesões no esôfago, laringe e faringe. Esses ferimentos quando se agravam chegam ate mesmo a evoluir para o câncer. O refluxo também provoca esofagite, laringite e faringite.

Quando o conteúdo estomacal afeta o aparelho respiratório também desencadeia a asma, pneumonia e bronquite, porque afeta os pulmões ao ser aspirado durante a respiração. Há casos em que a asma melhora muito quando o paciente recebe tratamento para refluxo.

Quando o refluxo chega até a boca ele também traz complicações para a saúde bucal. O ácido estomacal na cavidade oral causa desgastes no esmalte dentário e desequilibra o pH da região, deixando-a suscetível a diversos problemas.

No caso de adultos, ao notar a constância dos sintomas de refluxo é fundamental consultar um médico para evitar que os ácidos do estômago agridam os tecidos. Lembrando que não é recomendada a automedicação nem tampouco medidas caseiras para controlar o refluxo gastroesofágico, pois é preciso investigar suas causas para tratar o problema adequadamente.

Esse conteúdo foi útil para você? Responda abaixo nos comentários!

Foto Links Úteis | Prof. Dr. Carneiro
Prof. Dr. Luiz Carneiro
Prof. Dr. Luiz Carneiro CRM: 22.761/SP, diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    1. Olá Maria Barbosa. Acredito que a melhor opção a seguir, seria constatar o seu médico de confiança para que ele te indique os melhores procedimentos a serem tomados a partir da verificação do seu quadro clínico.

      1. Olá meu nome é mechelle. Meu refluxo é moderado e sinto muito arroto, estômago cheio. E o ácido esta chegando na boca alterando o esmalte do dente minha lingua fica com saburra. Qual especialista devo ir?

          1. Ola, me chamo Alessandra. Eu tive dois episódios de refluxo laringofaríngeo em 3 anos. Este último em Dezembro de 2019; estou em tratamento mas a parte da faringe está complicada, não consigo engolir (garganta) corretamente, sinto dores na nuca e dificuldade para respirar. Essa doença pode acarretar em sequelas de estreitamento na altura da glote? Pois o problema é nessa região. Tenho muita sufocaçao. Já tentei com cortisona e antialérgicos sem nenhum resultado. Na primeira crise de refluxo tive estes mesmos sintomas, mas foram mais leves e desapareceram em 60 dias. O senhor já vou algum paciente com esse quadro?

          2. Olá, Alessandra. Infelizmente existe uma lei que proíbe consulta online e informações sem conhecimento a fundo no caso. Sendo assim, não conseguirei responder sua pergunta. Recomendo que procure outro especialista para uma segunda opinião.

      1. Olá, Marcelo. Existem diversas causas para que isso ocorra, sendo assim, eu recomendo que procure um especialista e esclareça essa questão para evitar complicações futuras.

        Espero que ajude e obrigado por me acompanhar! Se possível, me siga no Facebook para receber meu conteúdo em primeira mão: https://www.facebook.com/profluizcarneiro/

  1. Boa noite, Dr Luiz, Li sobre a materia, e quando estava imaginando o processo que causa essas dores e desconfortos,tive uma severa queimacao DOLOROSA Sei que as pessoas so procuram ajuda quando o quadro clinico se agrava,mas, nao tenho o costume de tomar Omeprazol ou Hidroxido de Aluminio, mas amenizo com uma colher de cha com po de nescau ou leite morno, me enquadro em tudo e todos os sintomas da materia. sera o caso de enfrentar uma endoscopia ou algo desconfortalvel. Desde ja agradeco a atencao de toda equipe e do Dr.

    1. Olá, Alexandre. Cada caso é um caso. Esses sintomas são decorrentes de diversos problemas, o ideal é consultar um médico especialista que avalie o seu caso, peça o exame mais adequado e assim, indique uma forma de tratamento.

      De qualquer forma, tenho um post que aborda o tratamento do refluxo, acesse o link: https://profluizcarneiro.com.br/refluxo-gastroesofagico-quando-cirurgia-e-solucao/

      Espero ter ajudado e obrigado por me acompanhar!

    1. Boa noite Dr. Preciso de ajuda. Sofro muito com refluxo. E todas as vezes que faço endoscopia apenas o médico me médica Omeprazol, porém estou sentindo escorrer um líquido do meu nariz para minha garganta que me incomoda muito e acho que é refluxo também. O problema nisso tudo está na minha vida social que acabou a alguns anos por conta do mal hálito que estou sofrendo, um odor muito forte que sai da minha boca, que eu não consigo mais sentir esse cheiro, mas sei que cheira a enxofre ou algo podre pois quando converso com as pessoas percebo que se afastam ou colocam a mão no nariz e isso está me afetando muito. Já passei no dentista e fiz todos os tratamentos na boca, e não tenho nada na questão bucal. Mesmo assim o mal hálito permanece e se agrava cada vez mais, fazendo com que eu me isole e perca amigos por conta desse cheiro horrível que sai da minha boca. Já cheguei até ser humilhada por conta desse cheiro na boca. Sei que está ligado ao refluxo, estômago e também esse líquido que sinto escorrer entre meu nariz e garganta. Por favor doutor me ajuda, preciso de um tratamento ou uma cirurgia para acabar com esse cheiro de podridão da minha boca pois estou sofrendo muito com isso. Me indica um médico que trata desse problema de esôfago, gastrite, refluxo e nariz.

      1. Olá, Souza. Infelizmente não somos autorizados para indicar outros médicos. O ideal seria procurar um gastroenterologista inicialmente e caso seja válido, ele indicará outro profissional que possa cuidar melhor do seu quadro.

  2. Dr.rstou com uma tosse seca,que as vezes me da anciã de vomito.estou tomando antialergico pensando que é alergia,pois a mudança de tempo provoca tosse.

  3. Oi doutor faz uns dias que tou sentido umas dores no peito que vem das costas uma queimação e muito desconfortável já passei no clinico geral ele já fez raio x e um Eletro graças a Deus não deu nada e sinto quando eu almoço e passar umas horas sinto tipo uma bucha na garganta querendo sair pela boca mim a Jude

  4. Doutor, boa noite! Os meus sintomas são os seguintes: arroto bastante, principalmente depois das refeições; sinto algo que me incomoda do lado esquerdo de dentro da boca (acho que pode ser as amígdalas que estão diferentes do lado esquerdo em relação ao lado direito); dificuldade para respirar, às vezes; dificuldade para dormir (como uma insônia), irritabilidade sem razões aparentes. Mediante estas características que acabei de descrever, qual o possível diagnóstico? Qual especialista devo procurar, otorrinolaringologista ou gastroenterologista? Obrigado de antemão pela atenção.

Prof Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
CONTATO
Atenção: O site https://profluizcarneiro.com.br/ é uma espaço de informação e orientação médica de qualidade, nunca poderá substituir a consulta de um profissional médico que é a única pessoa capaz de realizar o diagnóstico real.

© 2021 Prof. Dr. Luiz Carneiro. Todos os direitos reservados. Desenvolvido com ♥ em WordPress por SuryaMKT

magnifiercross