Indicações do transplante de intestino e multivisceral

Transplante de intestino

O intestino é o transplante mais comum dentro da cavidade abdominal, com exceção do fígado e do pâncreas, e mais comum que o multivisceral.

Indicações

Em geral, acontece por uma atresia congênita do intestino, têm doentes que podem ter um defeito e nascem sem o intestino ou uma parte dele. Isso pode levar à necessidade de mais tarde se fazer o transplante ou o que chamamos de vícios de rotação.

No intestino, quando você está dentro do embrião, tem uma sequência de eventos que levam a sua formação. Se você tiver um movimento atrapalhado, poderá ter uma torção do intestino, levando à falta de sangue e, em função disso, o intestino morre e precisa ser retirado.

Esses pacientes podem ter a necessidade de um transplante por causa desses vícios de rotação que podem aparecer muito tempo depois, porque o intestino precisa de uma fixação muito boa. Se o intestino não tivesse a fixação muito boa, ele se tornaria mais folgado propiciando para que ocorra a rotação e possa necrosar.

Existem algumas outras doenças que também podem levar a doenças inflamatórias no aparelho digestivo e que atualmente podem ser indicação do transplante de intestino.

E também, mais recentemente, nós vemos que quando se tem doenças com traumas abdominais, ou uma inflamação aguda do intestino, como a apendicite aguda, que é operada muito tardiamente, ou um trauma, ferimento por arma de fogo, facada, em que se faz a costura do intestino, os pontos abrem, se faz novamente a costura e resseca o pedaço de intestino. Essa é uma sucessão de procedimentos que a gente chama de catástrofes abdominais.

Veja também: Procedimentos de cirurgia da apendicite.

Procedimentos

Pacientes com dez ou quinze cirurgias para manter ou retirar todo o intestino, são encaminhado para fazer a avaliação para o transplante. Esses pacientes são colocados para um programa de alimentação parenteral e domiciliar, recebem uma alimentação pela veia, inicialmente no hospital, e após alguns dias pode ir para a casa.

Tentamos esticar o intestino, chamamos de alongamento intestinal, com cirurgias para tentar aumentar o intestino e absorver os alimentos. Se não for possível, esses doentes precisam recorrer ao transplante de intestino.

É um procedimento muito caro, é necessário um financiamento do governo.
Poucos centros fazem.

Transplante multivisceral

O transplante multivisceral é quando há a necessidade de trocar todos os órgãos do aparelho digestivo, como, intestino, estômago, duodeno, intestino delgado, às vezes o cólon, pâncreas e fígado.

Indicações

As principais indicações são:

  • Entupimentos da veia do intestino e do fígado;
  • Trombose mesentérica no eixo portal, impedindo a alimentação por causa da dor, diarreia ou água na barriga;
  • Tumores neuroendócrinos;
  • Tumores que acometem de maneira muito avançada o intestino, metástase no fígado e tumor no pâncreas.

É muito difícil manter esses doentes vivos, pois perde a função do fígado havendo a necessidade de transplantar múltiplos órgãos por órgãos bons, ou em alguns tipos muito raros de tumores que envolvem todo o aparelho digestivo, e colocamos enxertos venosos.

Para o ponto de vista oncológico, nós precisamos tirar todos esses órgãos para que se tente a cura do paciente.

Essas são cirurgias muito grandes. Por isso, recomendamos que quando se tem esse tipo de complicação, procure um centro muito especializado para evitar que essa progressão de doenças, leve a complicações que termine por esse procedimento.

Clique no sino do canto inferior direito para receber notificações!

21 Comentários

  1. Existe transplante de reto?
    Meu pai usa bolsa de colostomia, e amputou o reto.

    Responder
    • Olá, Claudia. Existem cirurgias para o reto, porém, depende de aluns fatores. O ideal é procurar um médico para que possa ser analisado quais os possíveis procedimentos para esse tipo de caso. Obrigado!

      Responder
    • Meu filho nasceu com a síndrome do intestino curto, já passou por 4 cirurgias, perdeu uma grande parte, sabe como faço pra tentar um transplante?

      Responder
  2. Bom dia. Minha mãe teve diverticulite, e por não saber que estava com esse processo inflamatório, abusou de laxantes e houve o rompimento do intestino grosso. Após a cirurgia de urgência, fez uso por 3 meses da bolsa de caraia, e em outra cirurgia o que sobrou do intestino grosso (30 com aproximadamente) foi religado ao reto. Porém ela ainda sofre com muita dor no intestino e prisão de ventre. Passou por outra cirurgia, pois foi diagnosticado aderência, mas mesmo assim as dores e dificuldade de evacuar não cessaram. Queria saber se o processo de transplante de intestino grosso não poderia ser uma saída para acabar com o sofrimento e as dores da minha mãe que tanto tem sofrido com isso. E caso seja indicado, eu poderia ser o doador de parte do meu intestino?

    Responder
    • Olá. Bom dia, Fábio. Esse casos normalmente não são indicação de transplante de intestino, porém somente um médico especialista, em consulta, poderá avaliar melhor com detalhes. Estou à disposição.
      Espero ter ajudado e se possível, me siga no Facebook para receber meu conteúdo em primeira mão: https://www.facebook.com/profluizcarneiro/

      Responder
  3. Eu fiz cirurgia reto por tumor agora fiz exame deu bastante polipos no grosso é caso de retirar todo intestino
    Caso tenha que retira vou ter que usar bolsinha sempre ou tem como fazer trasplante de intestino

    Responder
    • Olá, Franciele. Isso deve ser esclarecido com o médico que lhe acompanha, pois ele possui maior conhecimento sobre o caso e poderá te ajudar. Espero ter ajudado e obrigado por me acompanhar! Se possível, me siga no Facebook e receba meu conteúdo em primeira mão: https://www.facebook.com/profluizcarneiro/

      Responder
      • Olá eu fiz colequitomia total gostaria de saber se tem indicação de transplante de intestino tenho iliostomia permanente

        Responder
        • Olá, Paula. Cada caso é um caso. Eu precisaria de todos os seus exames em mãos, além de acompanhamento médico para conhecer a fundo o seu quadro e esclarecer essa dúvida. O que eu posso recomendar é que você procure o seu médico e tire essa dúvida.

          Espero ter ajudado e obrigado por me acompanhar! Se possível, me siga no Facebook para receber meu conteúdo em primeira mão: https://www.facebook.com/profluizcarneiro/

          Responder
          • Obrigado prof Luiz eu já passei por 12 cirurgias e já perguntei para o meu médico sobre o transplante de intestino mais ele me disse que não existe nenhum transplante de intestino porque e um lugar muito cheio de bactérias e é muito difícil dar certo

          • Olá, Paula. O que eu posso recomendar é que procure outro especialista, leve junto todos os seus exames, esclareça a questão e discuta a possibilidade do transplante de intestino. Às vezes, é bom ter uma segunda opinião.

            Espero que ajude e obrigado por me acompanhar! Se possível, me siga no Facebook para receber meu conteúdo em primeira mão: https://www.facebook.com/profluizcarneiro/

  4. Sou portador da SIC pois só tenho 70 Cm de intestino delgado e 50% do intestino grosso eu tive uma trombose e isquemia mesenterica, tenho que me alimentar de 2 em 2 horas e tenho diarreias na mesma proporção. Preciso saber qual hospital realiza a cirurgia de alongamento e reversão STEP intestinal pelo SUS, moro próximo de Brasilia e Goiania. Att Osvaldo Freire

    Responder
    • Olá, Osvaldo. Bom dia. Você deverá entrar em contato com o SUS para obter informações sobre o hospital para cirurgia. Agradeço pelo comentário e obrigado por me acompanhar!

      Responder
  5. Perdi meu intestino grosso há 8 anos devido a erro de diagnostico.
    estou sofrendo muito desde então, pois continuo com muita dificuldade para evacuar, sendo que a situação agora é bem pior; as fezes chegam ao anûs e me machucam muito por dentro e por fora, pois vou evacuando aos pouquinhos, tem dias que evacuo mais de 15 vezes, sempre muito pouco e com muita dificuldade. existe alguma coisa que possam fazer por mim?

    Responder
    • Olá, Dulcineia. Para eu responder essa questão de forma precisa, necessitaria de todos os exames em mãos e acompanhamento médico. O que eu posso recomendar é que você retorne ao médico que lhe acompanhou durante todos o processo e esclareça as possíveis formas de tratamento.

      Espero ter ajudado e obrigado por me acompanhar! Se possível, me siga no Facebook para receber meu conteúdo em primeira mão: https://www.facebook.com/profluizcarneiro/

      Responder
      • Boa tarde, complementando a minha dúvida anterior gostaria de informar que meu cirurgião está percebendo que as cirurgias para desobstrução intestinal não está resolvendo porque em 4 meses de operada já começa a ter problemas novamente com distensão abdominal e o mesmo acha que tem algo por trás da motilidade pq o intestino delgado está sempre distendido e apresenta o mesmo problema de quando perdi o intestino grosso. Meu cirurgião queria algum especialista em motilidade para avaliar a situação.

        Responder
  6. Em crianças recém-nascidas que estão com o histórico de mega bexiga, ausencia de celulas glanglionares, oque pode ser feito.
    No caso a criança está internada desde que nasceu hoje está com 7 meses,
    há um estado de melhora outro regride, nesse caso seria necessário um transplante multivisceral

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prof. Dr. Luiz Carneiro

Diretor da Divisão de Transplantes de Fígado e Orgãos do Aparelho Digestivo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

TIRE SUAS DÚVIDAS

× Agendar Consulta.
Share This