Distensão abdominal e gases intestinais: O que pode causar?

Flatulência (gases intestinais), eructações (arrotos) e distensão abdominal (estufamento). Quem nunca apresentou esses sintomas não é mesmo? Todos eles estão associados ao aumento dos gases intestinais, o que na maioria das vezes, causam muito desconforto e constrangimento para as pessoas. Geralmente, a eliminação de gases, ou flatos, ocorre de 10 a 20 vezes ao dia. Mas, também existem pessoas que se queixam de uma flatulência maior do que a esperada.

No post de hoje, abordaremos melhor este assunto. E se você quer saber o que pode causar a distensão abdominal e os gases intestinais, continue nos acompanhando!

Principais causas da distensão abdominal e gases

Uma das principais causas de gases e distensão abdominal é o aumento da sensibilidade intestinal, que é variável entre as pessoas, mas geralmente se associa aos maus hábitos alimentares e alguns outros fatores individuais. Além disso, os gases também fazem parte de algumas doenças como constipação ou síndrome do intestino irritável.

Outras duas fontes de gases intestinais são: a ingestão de ar e a presença de possíveis bactérias no intestino. O ar engolido, ou os gases formados no aparelho digestivo, são produzidos por carboidratos que não foram quebrados na passagem pelo estômago.

Como o intestino acaba não produzindo as enzimas, que são necessárias para a digestão dos mesmos, eles são fermentados por bactérias, que geralmente residem ali. Esse é o processo responsável pela maior produção e liberação de gases intestinais.

Aerofagia

Aerofagia é o ato de engolir o ar, sendo também uma das causas do acúmulo de gases no intestino. O problema pode ser associado à ansiedade, e provocar a eructação voluntária ou involuntária, dependendo muito da alimentação do indivíduo.

Outros fatores

Importante investigação e acompanhamento médico pois a alimentação, assim como os hábitos no dia a dia são importantes fatores. Mas principalmente podem estar associado com algum distúrbio metabólico, digestivo ou infecções virais, bacterianas ou parasitas. Com isso, o diagnóstico e o tratamento tem que ser específico a cada caso.

Existe tratamento?

O tratamento de gases intestinais consiste na mudança nos hábitos alimentares, diminuindo, por exemplo, a ingestão de alimentos que aumentem a sua produção, e contribuam com os sintomas.

É importante também cuidar da saúde emocional, tratando a ansiedade em casos de aerofagia, além de restringir alimentos com lactose, quando houver intolerância, e utilizar medicamentos que possam quebrar as bolhas de ar, lembrando que o tratamento adequado somente o médico especialista poderá indicar.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as causas da distensão abdominal e gases intestinais, deixe o seu comentário abaixo!

Clique no sino do canto inferior esquerdo para receber notificações!

         por Dr. Luiz Carneiro D’Alburquerque

CRM 22.761    

 

 

 

 

 

 

 

      por Dr. Luiz Carneiro

D’Albuquerque

CRM 22.761    

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prof. Dr. Luiz Carneiro

Diretor da Divisão de Transplantes de Fígado e Orgãos do Aparelho Digestivo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

TIRE SUAS DÚVIDAS

× Agendar Consulta.
Share This