INSUFICIÊNCIA PANCREÁTICA

  • O que é insuficiência pancreática?

O pâncreas produz enzimas digestivas e hormônios que controlam o açúcar no sangue. Quando existe uma redução de 90% dessa produção, ocorre o colapso com danos ao organismo, gerando insuficiência pancreática endócrina e exócrina. A insuficiência pancreática exócrina acontece quando o pâncreas entra em colapso, e para de produzir enzimas, causando uma péssima digestão e falhas na absorção dos alimentos. 

O pâncreas faz as enzimas quebrarem as gorduras, as proteínas e os amidos ingeridos, para que o corpo possa usá-los. Se o órgão não pode fazer o seu trabalho, são ocasionados problemas digestivos.

A Insuficiência pancreática pode ter agressão aguda ou crônica. Geralmente, a doença é o resultado da lesão pancreática progressiva, que pode ter diversas causas, como a Fibrose cística, a Pancreatite Crônica, diabetes do tipo 1 ou diabetes autoimune.


 

  • Quais são os sintomas da insuficiência pancreática?

Os sintomas da insuficiência pancreática são:   

  • Perda de apetite;
  • diarreia;
  • perda de peso;
  • fezes soltas, pálidas, oleosas e com mau cheiro;
  • dor de estômago;
  • gases e inchaço;
  • dor óssea;
  • cãibras musculares;
  • inchaço nas pernas;
  • pele pálida, hematomas facilmente ou com erupção cutânea;
  • osteoporose;
  • anemia por perda de nutrientes vitais.

A pessoa que sofre de insuficiência do pâncreas não precisa ter todos os sintomas, principalmente no início do problema. Os sintomas podem ser somente má digestão, formação de gases e abdômen distendido. Os exames de sangue podem mostrar sinais de má nutrição.


 

  • Quais são os fatores de risco da insuficiência pancreática?

O principal fator de risco associado à insuficiência pancreática é a não absorção de gorduras e vitaminas (A,D,E, K) podendo ter a visão noturna comprometida na deficiência vitamínica, e em casos mais graves, ocorrendo deficiência óssea, na qual os ossos se quebram facilmente. Podem ocorrer também:

  • Espasmos musculares;
  • cólicas intestinais;
  • convulsões;
  • fraqueza;
  • dormência nos pés e nas mãos;
  • dores abdominais fortíssimas;
  • gorduras nas fezes. 

 

  • Como é feito o diagnóstico da insuficiência pancreática?

Para diagnosticar a Insuficiência Pancreática é necessário fazer alguns exames como: 

  • Exames de sangue;
  • exames de fezes;
  • tomografia computadorizada;
  • ecografia endoscópica.

 

  • Como tratar insuficiência pancreática?

Para tratar a insuficiência pancreática, alguns cuidados são necessários, tais como:

  • Dieta correta;
  • hábitos saudáveis;
  • ingestão de vitaminas A, D, E e K para substituir o que seu corpo não pode absorver dos alimentos;
  • alimentação diária em cinco pequenas refeições;
  • menores refeições, e com mais frequência ao longo do dia;
  • evitar o cigarro e o álcool;
  • beber grande quantidade de líquido;
  • água, caldos, suco de fruta e bebidas sem cafeína;
  • recusar refeições e dietas ricas em fibras;
  • realizar a reposição de enzimas.

 

Prof. Dr. Luiz Carneiro

Diretor da Divisão de Transplantes de Fígado e Orgãos do Aparelho Digestivo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

TIRE SUAS DÚVIDAS

Share This
Agende pelo Whatsapp