Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761

Quem pode fazer a cirurgia bariátrica?

A cirurgia bariátrica é um procedimento para redução do peso corpóreo. A indicação dessa cirurgia se dá a partir do Índice de Massa Corpórea (IMC), que calcula o peso em relação à altura. É uma fórmula matemática em que todos podem ter acesso pela internet, basta pesquisar ‘calculadora de IMC’ em seu navegador.

Indicação de Cirurgia Bariátrica

Pela lei, os convênios autorizam a internação e a cirurgia bariátrica em três possíveis casos. Acompanhe!

IMC acima de 40

Quando o paciente possui apenas obesidade mórbida, que é o excesso de peso, e o IMC está acima de 40, a bariátrica pode ser indicada como forma de tratamento.

IMC entre 35 e 40

Nesse caso, o doente terá não apenas peso, mas também uma doença devido à obesidade, por exemplo: pressão alta ou diabetes 2, que são as duas mais frequentes.

IMC entre 30 e 35

Esses pacientes possuem espaço para indicação cirúrgica, mas ainda não está delimitado. Existe uma proposta para realizar a cirurgia metabólica nos pacientes com diabetes e que poderiam se beneficiar com a perda de peso, mas não conseguiram apenas com dieta.

Resumindo:

IMC entre 30 e 35 – doença que pode ser curada com a cirurgia bariátrica;
IMC entre 35 e 40 – doença associada à obesidade;
IMC acima de 40 – doentes com muito peso.

Riscos da cirurgia bariátrica

Obviamente, quanto maior o IMC e mais obeso o paciente, maior o risco. Mas hoje, com avanço técnico, esses riscos diminuíram chegando próximo de 0, pois é feito com muita segurança. Portanto, não se preocupe com isso.

Tipos de cirurgia bariátrica

Atualmente existem dois tipos de cirurgias, são elas:

Sleeve

Essa é uma gastroplastia vertical em que se faz uma retirada de parte do estômago transformando em tubo. A vantagem dessa técnica é que ela mantém o intestino inteiro e a reposição de vitaminas é bem melhor.

Geralmente essa técnica é usada em pacientes com IMC entre 35 e 40 porque não leva tanto a perda de peso. E também, se o paciente tiver hérnia de hiato ou refluxo, essa técnica não é muito boa.

Bypass

Nesse tipo de procedimento, corta-se uma parte do estômago, secciona e emenda com o intestino, deixando grande parte do intestino fora do trânsito dos alimentos. Isso diminui a capacidade do intestino absorver os alimentos porque ele passa em uma velocidade maior e não tem tanta absorção.

Portanto, o médico que vai operar a cirurgia bariátrica deve explicar para o doente qual a melhor técnica de acordo com seu caso.

“A cirurgia já salvou e salva muitas vidas… Eu sou defensor da cirurgia bariátrica.” – Prof. Dr. Luiz Carneiro.

Foto Links Úteis | Prof. Dr. Carneiro
Prof. Dr. Luiz Carneiro
Prof. Dr. Luiz Carneiro CRM: 22.761/SP, diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Prof Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
CONTATO
Atenção: O site https://profluizcarneiro.com.br/ é uma espaço de informação e orientação médica de qualidade, nunca poderá substituir a consulta de um profissional médico que é a única pessoa capaz de realizar o diagnóstico real.

© 2022 Prof. Dr. Luiz Carneiro. Todos os direitos reservados. Desenvolvido com ♥ em WordPress por Surya Marketing Médico.

magnifiercross