Qual a expectativa de vida pós-transplante de fígado?

O transplante de fígado é uma cirurgia muito grande e indicada em doentes muito graves, além de ter resultado excepcionais, tanto a curto quanto em logo prazo.

Taxa de mortalidade e sobrevida

Hoje, a mortalidade no Estado de São Paulo é inferior a 15%. Quer dizer, de 100 transplantados, apesar da gravidade, somente 15 desses pacientes morrem. Em longo prazo, depois de 5 anos desses 100 que transplantaram, cerca de 70 a 75% estarão vivos. Depois de dez anos, cerca de 65% estarão vivos.

Todos nós temos uma expectativa de vida que diminui com o tempo, isso é o que fala sobre esses valores. Quando eu digo 70% de sobrevida após cinco anos não significa que em cinco anos e as pessoas estão mortas.

Se deus quiser, na minha faixa etária, daqui dez anos eu terei uma expectativa de 70 e 80% de sobrevida, porque quando eu tiver a idade, daqui mais 20 anos, os meus 100 parceiros com a minha idade que foram escolhidos terão 70 e 80 vezes. É uma qualidade de vida absolutamente normal pós-transplante.

 

Comprimido pós-transplante

Tem que tomar um comprimido o resto da vida para aceitar o novo órgão, mas isso é uma rotina que se incorpora, assim como tratar diabetes e pressão alta. Nós temos que tomar essa droga para a aceitação e não rejeitar aquele órgão.

Isso pode demorar, então, fazer com que esse fígado demore 30, 40 anos. Nós temos pacientes hoje aqui que eu já transplantei há mais de 30 anos, ativos e trabalhando com uma vida muito boa e absolutamente normal.

Clique no sino do canto inferior direito para receber notificações!

7 Comentários

  1. O senhor através de um transplante de fígado , salvou a vida do meu amado sobrinho Matheus Leandro !!! Gratidão eterna !!!

    Responder
  2. Te considero muito, deu a solução pra minha filha Andrea Cristina há 6 anos 👏🏻👏🏻👏🏻 Parabéns!!! Obrigado, você é fera no que faz!!!

    Responder
      • Como funciona sou de MATO GROSSO DO SUL, meu pai esta com cirrose hepática genotipo 3 para o 4, se ele ficar na fila de espera como funciona pois em MS não fazem transplante ?

        Responder
        • Olá, Emilio. Primeiramente, o médico do seu pai precisaria indicar o transplante, pois cada caso é um caso.

          Responder
          • Meu marido tem 46 anos e transplantou o fígado. Tirando a cirrose que ele tinha, nao tinha nenhum outro problema de saúde. Qual a expectativa de vida? O fígado que ele recebeu é super novo.

          • Olá, Jaqueline. A expectativa de vida varia de acordo com cada caso. O ideal é seguir todas as recomendações dos médicos.

            Espero ter ajudado.

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prof. Dr. Luiz Carneiro

Diretor da Divisão de Transplantes de Fígado e Orgãos do Aparelho Digestivo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

TIRE SUAS DÚVIDAS

× Agendar Consulta.
Share This