Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
Home RobóticaContato

O que pode causar a incontinência fecal? Existe tratamento?

A incontinência fecal é caracterizada pela incapacidade de controlar a eliminação de flatos e fezes, gerando um grande desconforto.

a imagem ilustra uma mulher do lado da privada com as duas mãos na barriga como se estivesse sentindo dor

Quer saber o que pode causar o problema e se existe algum tratamento indicado? Continue nos acompanhando a seguir!

Incontinência fecal: o que é? 

Podemos dizer que a incontinência fecal ocorre quando o indivíduo perde sua capacidade de controlar a evacuação, algo que leva ao vazamento de fezes ou gases de maneira involuntária

Em geral, é algo que pode afetar pessoas de todas as idades, sendo particularmente mais comum em mulheres e idosos, podendo acontecer de maneira frequente ou ocasional, como um escape, por exemplo, quando não se consegue segurar fezes amolecidas ou líquidas.

Quais são as causas de incontinência fecal?

Diversos fatores podem contribuir para que ocorra a incontinência fecal, incluindo danos aos músculos ou nervos responsáveis por controlar o ânus e o reto. Além de outras condições como: 

Constipação severa

Oposto da diarreia, a constipação também pode levar à incontinência fecal, pois fezes mais duras tendem a se acumular no reto, causando distensão e enfraquecimento muscular.

Lesões durante o parto

Em mulheres, o parto normal pode resultar em lesões nos músculos do assoalho pélvico, aumentando as chances de terem esse problema.

Efeitos colaterais de medicamentos

Certos medicamentos podem ter efeitos colaterais e afetarem a função intestinal, contribuindo para o surgimento dessa condição.

Doenças neurológicas

Condições que afetam os nervos e controlam os músculos do ânus podem levar à incontinência fecal, sendo a esclerose múltipla, doença de Parkinson, acidente vascular cerebral (AVC) e lesões na medula espinhal as principais.

É possível tratar a incontinência fecal?

O tratamento dependerá da origem e gravidade do quadro. O ideal é consultar o médico para uma avaliação completa e investigação das possíveis causas. Em seguida, podem ser indicadas algumas abordagens, entre elas:

Mudanças na alimentação

A dieta pode desempenhar um papel importante no controle da incontinência fecal. Modificações na alimentação, como o aumento da ingestão de fibras e líquido para prevenir a constipação ou controlar a consistência das fezes, podem ser recomendadas.

Medicamentos

Dependendo da causa, o médico pode prescrever medicamentos para tratar problemas específicos, como a diarreia crônica, constipação ou inflamação.

Fisioterapia

Um fisioterapeuta especializado em saúde pélvica pode ajudar a fortalecer os músculos do assoalho pélvico, sendo importante para o controle fecal. Exercícios específicos podem ser prescritos para melhorar a força e a coordenação muscular.

Cirurgia

Em casos onde as outras formas de tratamento não foram eficazes, a cirurgia pode ser indicada. São utilizadas várias técnicas, uma delas é a realização de neuromodulação sacral, que ajuda a controlar os movimentos do esfincter. 

Se você recebeu o diagnóstico de incontinência fecal, busque a orientação médica para a indicação do tratamento adequado.

Esclarecemos suas dúvidas com o conteúdo de hoje? Deixe o seu comentário e compartilhe!

Gostou? Compartilhe!
dr Luiz Carneiro

Profº Dr.Luiz Carneiro

CRM: 22.761/SP

Diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

magnifiercrossmenuchevron-down