Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
Home RobóticaContato

O que é Motilidade Esofágica?

A motilidade esofágica são os movimentos realizados pelo esôfago para conduzir os alimentos ingeridos até o estômago. Por diferentes razões, esses movimentos podem sofrer alterações causando, entre outros sintomas, a dificuldade para engolir.

o que e motilidade esofagica strong prof dr luiz carneiro bg Prof Dr. Luiz Carneiro

O esôfago não é um órgão estático. Ele tem a função de conduzir os alimentos até o estômago e, para que isso seja possível, realiza alguns movimentos. Essa é a motilidade esofágica, ou seja, a capacidade que esse órgão tem de se contrair para fazer essa condução dos alimentos ingeridos. 

No entanto, em decorrência de alguns problemas, a motilidade esofágica pode ser comprometida, alterando a maneira como o esôfago se contrai. Isso dificulta o trânsito dos alimentos da boca até o estômago, prejudicando a alimentação da pessoa. 

Neste artigo você vai conhecer alguns distúrbios de motilidade esofágica e suas características. Continue lendo para conferir!

Distúrbios de Motilidade Esofágica Primários

Os distúrbios ou desordens da motilidade esofágica primários são os mais comuns. Também podem ser chamados de desordens idiopáticas, e ainda não se sabe ao certo quais são as suas causas. A seguir apresentamos as características dos diferentes tipos de distúrbios primários,

Acalasia

A acalasia do esôfago pode ser do tipo 1, 2 ou 3. Nesse quadro, ocorre um prejuízo no relaxamento do esfíncter inferior do esôfago. Além disso, percebe-se a ausência de peristalse esofágica, que é o movimento responsável por esvaziar o esôfago.

Espasmo esofágico distal

Nesse tipo de espasmo, o relaxamento do esfíncter inferior do esôfago acontece normalmente, porém, o tempo de latência das contrações do esôfago distal é reduzido.

Esôfago hipercontrátil

Esse distúrbio de motilidade esofágica também pode ser chamado de esôfago em britadeira ou esôfago em quebra-nozes. Aqui, a amplitude das contrações esofágicas se eleva, em contrapartida, o esfíncter inferior do esôfago relaxa normalmente.

Obstrução de saída 

A obstrução de saída ocorre na junção esôfago-gástrica. Nesse caso, a peristalse do esôfago acontece normalmente, mas existe um prejuízo no relaxamento do esfíncter inferior do esôfago.

Peristalse esofágica

Na peristalse esofágica inefetiva os movimentos de peristalse esofágica podem acontecer de uma forma fragmentada, ou nota-se uma baixa amplitude das contrações esofágicas.

Distúrbios de Motilidade Esofágica Secundários

Já no caso dos distúrbios ou desordens secundárias, eles se relacionam com as desordens sistêmicas. Conheça a seguir algumas doenças que se encaixam nessa classificação.

Desordens do tecido conjuntivo

Nesse distúrbio de motilidade não acontece peristalse na musculatura lisa do esôfago, também há ausência de contrações esofagianas e a pressão no esfíncter inferior do esôfago é baixa ou ausente.

Miastenia gravis

Aqui o problema atinge a parte superior do esôfago. Na miastenia gravis ocorre uma baixa da pressão no esfíncter superior e a musculatura do esôfago apresenta fadiga, com a necessidade de deglutição repetitiva.

Escleroderma esofágico

O escleroderma é um distúrbio de motilidade esofagiana cujas características são muito parecidas com as desordens do tecido conjuntivo.

Dermatomiosite

Suas características se parecem com as da miastenia gravis. Há um prejuízo para o esfíncter superior do esôfago, com a baixa da pressão nele, a musculatura também fica fatigada levando às deglutições repetitivas.

Sintomas de Distúrbios da Motilidade Esofágica

Como você viu, os distúrbios que acometem a motilidade esofágica podem atingir diferentes estruturas do órgão. Entretanto, os sintomas estão presentes em todos os casos, mas sua intensidade e também o tipo de manifestação dependem da doença que acometeu o esôfago.

Alguns dos sintomas que caracterizam os problemas de motilidade são: dificuldade para engolir (disfagia), dor no peito, azia e regurgitação, os dois últimos geralmente associados ao refluxo. O paciente também pode apresentar perda de peso devido à dificuldade para se alimentar, pois leva a uma redução na quantidade de alimento ingerido ou mesmo a recusa por alimento. 

Observar esses sintomas é muito importante para buscar ajuda médica e fazer o tratamento dos distúrbios de motilidade esofágica. Existem diferentes técnicas para isso, que podem solucionar os problemas, mas é fundamental procurar a ajuda do especialista. 

Gostou? Compartilhe!
dr Luiz Carneiro

Profº Dr.Luiz Carneiro

CRM: 22.761/SP

Diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

magnifiercrossmenuchevron-down