Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
Home RobóticaContato

Já ouviu falar em hepatite autoimune? Entenda as causas da doença

A hepatite autoimune é uma doença hepática crônica que acomete o sistema imunológico, comprometendo as células do fígado e gerando uma série de complicações ao longo do tempo. 

a imagem ilustra um fígado e dá um zoom mostrando algumas células doentes

No post de hoje, vamos abordar um pouco mais este assunto. Continue acompanhando a seguir para entender as causas da doença! 

O que pode causar a hepatite autoimune?

Nosso sistema imunológico é o responsável por impedir que o organismo desenvolva doenças, combatendo microorganismos que possam afetar a saúde

Nem sempre essa defesa está funcionando da maneira correta, em alguns casos, ocorre o enfraquecimento dele. Isso favorece a manifestação de determinadas infecções

Por outro lado, pode acontecer de o sistema imune se descontrolar, e atacar o próprio organismo. A hepatite autoimune nada mais é do que uma inflamação do fígado porque o sistema imune começa a atacar as células do fígado e as reconhece como estranhas.  

A consequência desse processo é o fígado não funcionar como deveria, pois está sofrendo uma agressão pelo corpo.

A hepatite autoimune pode se desenvolver por conta de fatores genéticos, sendo comum em mulheres entre 15 e 40 anos de idade. 

Tipos de hepatite autoimune

É possível dizer que existem três subtipos de hepatite autoimune, sendo eles:

  • Tipo 1: Essa é a forma mais comum de hepatite autoimune e pode afetar pessoas entre 16 e 30 anos de idade, caracterizada pela presença de anticorpos AML e FAN no sangue.
  • Tipo 2: Costuma atingir crianças e está associada a um anticorpo denominado Anti-LKM1.
  • Tipo 3: É semelhante ao subtipo 1, porém, considerada mais grave e relacionada ao anticorpo anti-SLA/LP.

A hepatite autoimune apresenta sintomas?

Inicialmente, a doença é silenciosa e aos poucos começa a apresentar alguns sintomas, pouco específicos, mas que podem variar conforme sua evolução. Entre os principais, podemos destacar:

  • Fadiga;
  • Mal-estar;
  • Dor muscular;
  • Perda de peso;
  • Falta de apetite;
  • Náuseas;
  • Pele amarelada . 

Existem casos onde a hepatite autoimune evolui rapidamente, causando insuficiência hepática e gerando a necessidade de transplante de fígado. 

Como funciona o tratamento? 

Por não ser provocada por agentes externos, mas sim uma condição do organismo da própria pessoa, a hepatite autoimune não pode ser curada. Porém, o tratamento ajuda a controlar o sistema imunológico.

Em geral, é indicada ao paciente a aplicação de medicamentos como Prednisona e Azatioprina, chamados de imunossupressores.

Também é essencial manter uma dieta saudável e nutritiva, evitando os alimentos com conservantes, gordura em excesso, agrotóxicos e bebidas alcoólicas. Isso ajuda no bom funcionamento do fígado.

O transplante de fígado é indicado apenas em casos mais graves, quando essa agressão evolui para cirrose. É importante que os pacientes com hepatite autoimune recebam acompanhamento médico regular e sigam o tratamento prescrito para controlar a doença e evitar complicações. 

Esclarecemos suas dúvidas? Deixe um comentário no post! 

Conhece alguém com hepatite autoimune? Compartilhe o conteúdo!

Gostou? Compartilhe!
dr Luiz Carneiro

Profº Dr.Luiz Carneiro

CRM: 22.761/SP

Diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

magnifiercrossmenuchevron-down