Home » Gravidez x Hiperplasia Nodular Focal (HNF)

Profº Luiz Carneiro D'Albuquerque - CRM: 22.761

Cv Lattes   GoogleMyCitations  ResearcherID  ORCID

Última atualização em 24/07/2020 por Prof Luiz Carneiro

Gravidez x Hiperplasia Nodular Focal (HNF)

Hoje nós sabemos que a hiperplasia nodular focal não tem nenhuma dependência com os hormônios da mulher. Portanto, se não existe relação com os hormônios femininos, o comportamento da hiperplasia nodular focal não deve mudar na gravidez.

Hiperplasia nodular focal x adenoma hepático

Apenas precisamos ter certeza absoluta que é hiperplasia nodular focal porque temos que diferenciar do adenoma hepático, que, no caso, tem relação com o hormônio feminino.

Nessa situação não é recomendável ficar grávida sem um estrito controle do seu médico. A gravidez será tranquila caso tenha certeza absoluta que é hiperplasia nodular focal e não adenoma hepático.

É possível que numa fase pós-parto haja uma variação de 5 a 10% do volume da hiperplasia que pode ser por edema ou por uma realocação, mas isso não preocupa. Pequenas mudanças podem ser subjetivas na hora de fazer o exame e é assim que nós médicos encaramos.

Diagnóstico da hiperplasia nodular focal

Nós podemos fazer o diagnóstico seguro através de exames de imagem. Hoje a ressonância tem uma eficácia muito grande, pode ficar tranquila com a gravidez e o nódulo porque não desencadeará problema nenhum.

Teremos um desfecho feliz, tanto da gravidez quanto da evolução dessa hiperplasia.

Clique no sino do canto inferior esquerdo para receber notificações!

 

 

         por Dr. Luiz Carneiro D’Alburquerque

CRM 22.761    

 

 

 

 

 

 

 

      por Dr. Luiz Carneiro

D’Albuquerque

CRM 22.761    

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 8 =

Base-Side-Bar-Figado
Entre em Contato | Prof. Dr. Luiz Caneiro
× Agendar Consulta.