Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
Home RobóticaContato

Existe relação entre tipo sanguíneo e o câncer de estômago?

O câncer de estômago é uma condição de saúde grave que pode afetar significativamente a qualidade de vida de uma pessoa. Dentre os diversos fatores de risco associados a essa doença, surge a questão: será que o tipo sanguíneo também pode desempenhar um papel nesse cenário. 

Neste post, vamos falar sobre os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de estômago, além disso, discutiremos a importância da endoscopia como uma forma de prevenção e detecção precoce, bem como os sinais de alerta que exigem atenção médica imediata. Por fim, destacaremos o papel da infecção por Helicobacter pylori como um fator desencadeador dessa doença. Acompanhe para saber!

O tipo sanguíneo é um fator de risco para o câncer de estômago?

Sim, existe uma associação entre o câncer de estômago e o tipo sanguíneo A, da mesma maneira que uma série de outros fatores de risco podem contribuir.

Outros fatores de risco

Entre os fatores de risco para o desenvolvimento desse câncer, está o tabagismo e o consumo de alimentos preservados em processo de salga, como peixes ou carnes, que levam uma quantidade muito grande de sal e que liberam o nitrito, um potencial cancerígeno.

Esses são os dois principais fatores, porém, existem muitos outros que podem levar ao câncer de estômago.

Endoscopia como forma de prevenção

No Japão, a endoscopia é muito utilizada como forma de prevenção nessa população consome esses alimentos conservados em sal, fumam muito e apresenta sintomas, dessa forma, os índices de câncer de estômago tem diminuído muito lá, porque as lesões são pequenas e podem ser ressecadas por via endoscópica, resolvendo assim o problema.

Fique atento aos sintomas

O câncer de estômago aparece mais depois dos 50 anos, e é mais diagnosticado entre os 60 e 80 anos, por isso é muito importante estar atento aos sintomas persistentes nessa faixa etária e nos mais jovens. Então, se você tiver qualquer dúvida ou se tiver fatores de risco, como grupo sanguíneo A, fumar, consumir muitos alimentos em salga, busque um médico para realizar uma endoscopia mesmo, que é um exame inóculo.

Caso tenha uma lesão pequena que possa ser tratada endoscopicamente, faz uma diferença brutal no prognóstico a longo prazo.

Tome cuidado e fique atento se tiver qualquer sintoma de anemia, sintoma de azia persistente, dor de estômago, emagrecimento inexplicável, procure seu médico e faça uma endoscopia.

H. pylori

Um dos fatores atuais mais importantes como fator desencadeador do câncer gástrico, é a infecção por Helicobacter pylori, ela deve ser seguida com muita atenção. Não é para apavorar, é um risco populacional pequeno, mas desde que você tenha é bom procurar seu médico e tratar adequadamente.

Gostou? Compartilhe!
dr Luiz Carneiro

Profº Dr.Luiz Carneiro

CRM: 22.761/SP

Diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

magnifiercrossmenuchevron-down