Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
Home RobóticaContato

Como saber se tenho pólipo no intestino e qual o tratamento? 

O intestino grosso é caracterizado como a parte final do tubo digestivo, onde se acumulam resíduos do processo digestivo, ocorre absorção de água e se forma o bolo fecal. Muitas vezes, o órgão é acometido por uma condição conhecida como pólipos.

a imagem ilustra um modelo anatômico de pólipos no colon

Quer entender o que são os pólipos intestinais e saber quais são os sinais de alerta? Acompanhe o post de hoje com mais detalhes!

Afinal, o que é um pólipo no intestino?

Pólipo intestinal é uma acúmulo anormal de tecido, que cresce na parede interna do intestino grosso (cólon) ou de outras partes do tubo digestivo. Em geral, o tamanho do pólipo varia de 1 a mais de 25 milímetros de diâmetro, sendo classificado como: 

  • Pólipo intestinal hiperplásico: um tipo de pólipo que raramente apresenta malignidade;
  • Pólipo intestinal adenomatoso: pode sofrer alterações e evoluir para adenocarcinoma (câncer). 

Também existem o pólipo inflamatório, e o pólipo hamartomatoso

Quais são as causas de pólipo intestinal?

Em geral, o pólipo no intestino é uma condição que acomete entre 15% a 20% da população. 

Seu surgimento está associado à predisposição genética e agressões sofridas pela parede interna do intestino ao longo dos anos - alimentação inadequada, constipação, doença inflamatória intestinal, entre outras. 

Existem sinais de alerta? 

Na maioria das vezes, o pólipo intestinal não apresenta sintomas. Ainda assim, podem ocorrer episódios como pequenas quantidades de sangue e muco nas fezes, algo que não provoca dor, mas pode até mesmo levar o indivíduo a uma anemia

Sendo assim, para saber se você desenvolveu pólipo no intestino, deve-se dar atenção a esses sintomas e caso apareçam, consultar imediatamente o médico.

Como é feito o tratamento?

O método mais utilizado é a remoção do pólipo por meio da colonoscopia. Após a coleta, o pólipo é enviado para um laboratório para análise, a fim de verificar possíveis sinais de malignidade.

Vale lembrar que a detecção precoce e a remoção de pólipos intestinais são medidas importantes na prevenção do câncer de cólon. Por isso a colonoscopia de rastreio é tão importante! 

Deixe um comentário no post de hoje, caso tenha outras dúvidas e compartilhe em suas redes sociais!

Gostou? Compartilhe!
dr Luiz Carneiro

Profº Dr.Luiz Carneiro

CRM: 22.761/SP

Diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

magnifiercrossmenuchevron-down