Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
Home RobóticaContato

Recebeu o diagnóstico de Hepatite autoimune? Saiba como tratar!

A hepatite autoimune é uma doença do fígado, caracterizada pela resposta anormal do sistema imunológico que ataca e danifica as células saudáveis, causando inflamação e a perda das funções hepáticas.  

recebeu o diagnostico de hepatite autoimune saiba como tratar prof dr luiz carneiro bg Prof Dr. Luiz Carneiro

Se você recebeu o diagnóstico da doença, fique conosco para entender se existe algum fator que pode causar a patologia e qual o tratamento indicado. Acompanhe a seguir!

Fatores que podem causar a Hepatite Autoimune

O sistema imunológico é responsável por combater infecções e proteger o organismo de vírus e bactérias. No entanto, quando essa função se torna desregulada e as células hepáticas sofrem danos, pode ser um indício de hepatite autoimune. 

As causas exatas da doença não são totalmente esclarecidas, mas podemos dizer que fatores genéticos e até ambientais, como a infecção pelo uso de determinados medicamentos, possivelmente contribuem com o seu desenvolvimento.  

Essa é uma doença considerada rara e que pode afetar indivíduos de qualquer idade, com incidência até quatro vezes maior em mulheres. 

Quais os principais sintomas de hepatite autoimune?

Mesmo que alguns casos sejam assintomáticos, muitas pessoas podem apresentar sintomas de hepatite autoimune, progredindo gradualmente. Entre os sintomas principais, estão: 

  • Fadiga ou cansaço;
  • Dor abdominal;
  • Incômodo muscular;
  • Febre;
  • Náuseas e vômito;
  • Fezes claras e urina escura;
  • Coceira (prurido);
  • Icterícia (pele e olhos amarelados).

A hepatite autoimune oferece algum risco?

Como qualquer doença autoimune, a hepatite pode apresentar alguns riscos específicos que variam de pessoa para pessoa e dependem de diversos fatores. Os riscos associados à hepatite autoimune incluem:

Cirrose hepática

Se a inflamação no fígado não for controlada, pode levar à cicatrização (fibrose) do tecido hepático e consequentemente à cirrose.

Insuficiência hepática

A progressão da doença leva ao desenvolvimento de insuficiência hepática, quando o fígado não consegue desempenhar suas funções essenciais como deveria, o que pode ser fatal.

Risco de câncer de fígado

Pessoas com hepatite autoimune também podem apresentar um risco maior de câncer de fígado, especialmente se já houver cirrose.

Qual o tratamento indicado?

Embora a hepatite autoimune ofereça riscos potenciais, os mesmos podem ser minimizados e os sintomas controlados com a realização do tratamento adequado e acompanhamento regular

São indicados ao paciente medicamentos que ajudam a “frear” o sistema imune, como corticoides e imunossupressores. É um tratamento feito a longo prazo e deve ser acompanhado pelo médico desde a primeira dose.

Também é necessário seguir uma dieta controlada, mantendo uma alimentação equilibrada para garantir o bem-estar durante o tratamento. Além disso, é importante evitar o consumo de bebidas alcoólicas e alimentos gordurosos ou processados.

Em casos mais extremos, quando o fígado está gravemente danificado e já não responde ao tratamento, é indicado o transplante de fígado, ou seja, a substituição do órgão doente por um saudável e compatível.

Caso esteja suspeitando da doença ou já tenha recebido o diagnóstico, é importante consultar o médico para receber as orientações adequadas sobre o seu caso. 

Comente abaixo se possui outras dúvidas sobre o assunto e compartilhe!

Gostou? Compartilhe!
dr Luiz Carneiro

Profº Dr.Luiz Carneiro

CRM: 22.761/SP

Diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

magnifiercrossmenuchevron-down