Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761

Os tipos de esteatose hepática e como prevenir a doença

Ao fundo da imagem, há a parte superior de um corpo humano com o fígado em vermelho destacado.
Os tipos de esteatose hepática e como prevenir a doença 2

O que é

A esteatose hepática é uma doença caracterizada pelo acúmulo de gordura no interior das células do fígado. Geralmente, a presença de gordura pode ser frequente, porém, quando o índice atinge 5% ou mais, o quadro precisará passar por uma avaliação médica, para que o tratamento seja feito o mais breve possível.

É comum que a doença seja identificada de maneira acidental, através do exame de ultrassonografia do abdômen, uma vez que ela é praticamente assintomática, ou seja, não revela sintomas.

Continuem lendo para saber mais detalhes sobre a doença, como por exemplo, quais são os tipos de esteatose existentes, e de que maneira o problema pode ser evitado para manter a saúde do fígado. Para saber mais informações, continue lendo este artigo.

Quais são os tipos de esteatose hepática?

A esteatose hepática pode ser classificada de dois diferentes tipos, que apresentam sintomas distintos: a esteatose alcoólica e a esteatose não alcoólica.

Esteatose alcoólica

Esse tipo de esteatose é causado pelo consumo do álcool, e acomete os indivíduos que ingerem bebidas alcoólicas em excesso, ou seja, que abusam dos níveis considerados como limite.   

Por ser o responsável pela metabolização do álcool, o fígado acaba sendo prejudicado pelo consumo em excesso da substância, o que interfere completamente em seu funcionamento, resultando em inchaço e desconforto.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) apenas o consumo de uma dose diária de qualquer bebida alcoólica é considerado seguro. Porém, cada organismo pode reagir de uma forma diferente.

Portanto, o ideal é consumir sempre de forma moderada, e de preferência, apenas em momentos de lazer, sem exageros. Havendo a suspeita de esteatose alcoólica, é recomendada a suspensão da bebida.

Esteatose não alcoólica

Já a esteatose não alcoólica apresenta outras causas, bem diferentes da anterior. Sendo elas:

  • Dieta desequilibrada (consumo de carboidratos e açúcares em excesso);
  • Obesidade ou sobrepeso;
  • Diabetes;
  • Colesterol ou triglicérides alto;
  • Uso de medicamentos hormonais (como estrógeno e corticoides);
  • Sedentarismo.

Independente da causa, a doença pode ter o seu quadro revertido, mas para isso, é necessário manter o acompanhamento médico. Além disso, é possível evitar a doença seguindo algumas orientações.

Prevenção

Existem algumas medidas importantes e indispensáveis para prevenir a esteatose hepática. Uma das maneiras mais eficazes de controlar a doença é seguindo uma dieta balanceada para diminuir o peso.

Para isso, é necessário evitar frituras, gorduras e doces, e aumentar o consumo de frutas, carnes magras, verduras e legumes. Mas, deve-se ter cuidado para não realizar uma dieta muito radical, que provoque o emagrecimento rápido.

Os nutrientes betaína e colina também podem ser inseridos na alimentação, pois ajudam o fígado a transportar as triglicérides para a corrente sanguínea, evitando seu acúmulo. Suas fontes alimentares são: espinafre, ovo, soja, farelo e gérmen de trigo, beterraba e quinoa.

É importante incluir alimentos ricos em fibras no cardápio, bem como verduras (alface, agrião, rúcula), leguminosas (feijão, ervilha, grão de bico), cascas de frutas, sementes de linhaça e chia, entre outros.

Bebidas alcoólicas devem ser evitadas ou eliminadas, e as atividades físicas precisam ser feitas com frequência. Todos estes fatores ajudarão no bom funcionamento do fígado, e manterá o organismo saudável.

Foto Links Úteis | Prof. Dr. Carneiro
Prof. Dr. Luiz Carneiro
Prof. Dr. Luiz Carneiro CRM: 22.761/SP, diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. estou no grau 3 com vida extremamente regrada,sou de familia de diabeticos,estou com hipertensão art. controlada,ovarios policisticos,atualmente com 68 anos
    .que fazer(i)obs:medica ex-anestesista

    1. Eu tenho g2 os exames de sangue tudo normal já perdi 10 k tirei o leite gostaria de saber se o kefi eu posso tomar também estou com diverticulose não inflamada tenho

      1. Olá, Maria. O ideal é retornar ao médico que lhe atende para que possa ser realizado alguns exames e aprovar tal situação, já que o mesmo possui maior conhecimento sobre o seu caso. Para responder essa questão, apenas com acompanhamento médico e exames em mãos. Espero ter ajudado e obrigado por me acompanhar.

  2. Boa tarde , meu marido foi diagnosticado com esteatose grau 3 causado por excesso de bebida alcoólica, quero sabe se tem cura . Mesmo com diagnostico ele continua bebendo cerveja e destilado .

Prof Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
CONTATO
Atenção: O site https://profluizcarneiro.com.br/ é uma espaço de informação e orientação médica de qualidade, nunca poderá substituir a consulta de um profissional médico que é a única pessoa capaz de realizar o diagnóstico real.

© 2021 Prof. Dr. Luiz Carneiro. Todos os direitos reservados. Desenvolvido com ♥ em WordPress por SuryaMKT

magnifiercross