Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761

Epidemia mundial do diabetes é um dos maiores desafios globais da medicina

Epidemia de Diabetes - Por Prof. Dr. Luiz Carneiro
Epidemia mundial do diabetes é um dos maiores desafios globais da medicina 2

Hoje, vivemos uma epidemia mundial de diabetes tipo 2 como mostram os dados do Atlas do Diabetes do IDF, Federação Internacional de Diabetes. A publicação revela que no mundo, um a cada onze habitantes tem a doença ocasionada pelo sobrepeso, obesidade, sedentarismo e péssimos hábitos alimentares.

O diabetes Mellitus é uma doença crônica e progressiva que eleva os níveis de glicose no sangue. Isso acontece quando o pâncreas não produz o hormônio insulina em quantidade suficiente. A insulina regula o açúcar, a quantidade de glicose no sangue como fonte de energia.

Quando a pessoa tem diabetes, no entanto, o organismo não fabrica insulina e não consegue usar a glicose de forma correta. O nível de glicose no sangue fica alto - a famosa hiperglicemia. Se esse quadro perdurar, poderá haver danos em órgãos, vasos sanguíneos e nervos.

Tipos de Diabetes

Existe o diabetes tipo 1 que geralmente aparece na infância ou adolescência, mas pessoas com 40, 50 anos também podem desenvolver o diabetes tipo 1 tardio, o Lada Diabetes Latente Autoimune do Adulto (LADA). Algumas pessoas que são diagnosticadas com o Tipo 2 desenvolvem um processo autoimune e acabam perdendo células beta do pâncreas. No diabetes tipo 1, o pâncreas simplesmente para de trabalhar. Ai a pessoa torna-se insulino dependente. Pela primeira vez, estima-se que atualmente há mais de meio milhão de crianças menores de 14 anos com diabetes tipo 1.

Já se sabe que há uma influência genética - ter um parente próximo com a doença aumenta consideravelmente as chances de você ter também. Mas ainda não há pesquisa conclusiva sobre os fatores de risco para o Diabetes Tipo 1.

De forma direta, a pessoa nasce com o diabetes tipo 1 ao contrário do diabetes tipo 2 adquirida ao longo da vida, devido a hábitos nada saudáveis.

O diabetes que apavora a comunidade médico é do tipo 2 que atinge 90% dos casos aqui e mundo afora. A cada nova pesquisa, os pesquisadores ficam alarmados com o desenvolvimento precoce da enfermidade em crianças e adolescentes, retrato da vida moderna com excesso de computadores, joguinhos e smartphones. Os pequenos, pouco se mexem, e à mesa se fartam de carboidratos armazenando mais e mais açúcar no sangue, sobrecarregando o pâncreas.

Diabetes Gestacional que surge durante a gravidez. Muitas vezes, ao controlar a glicemia reduzindo o consumo de açúcar e carboidratos, após o nascimento a mãe deixa de tomar comprimidos e ou ate mesmo insulina. É um problema momentâneo, mas um alerta que pode surgir mais a frente. Muitas vezes, o bebe não desenvolve a doença.

Sintomas do diabetes

  • Urinar a toda hora, inúmeras vezes de dia e à noite
  • Sede excessiva, copos e mais copos
  • Cansaço, fadiga, moleza, indisposição
  • Perda de peso muito rápido, como 5 quilos em um mês mesmo sem dieta
  • Fome frequente
  • Visão embaçada, turva, dificuldade de dirigir a noite
  • Cicatrização lenta para uma simples ferida
  • Infecções recorrentes como as urinárias
  • Cetoacidose diabética

Diagnostico do diabetes

Em alguns casos, o diagnóstico demora, favorecendo o aparecimento de complicações. Pode ser que você ou alguém próximo tenha diabetes.

Um simples exame de sangue com glicemia e hemoglobina glicada são a porta de entrada para identificação da doença. Sua comprovação é feita pela curva glicêmica.

Diabetes no mundo

O mapeamento detectou que há 415 milhões de adultos entre 20 e 79 anos com diabetes no mundo, dos quais 193 milhões não são diagnosticados. Esse desconhecimento provoca lesões irreversíveis como cegueira, acidentes vasculares, neuropatia, doença renal crônica, insuficiência cardíaca, retinopatia e neuropatia.

Outros 318 milhões de pessoas sofrem de comprometimento da tolerância à glicose, o que os coloca em alto risco de desenvolver a doença. A tão falada Síndrome Metabólica tratada por pré-diabetes. Se esse aumento não for interrompido, até 2040 haverá 642 milhões de pessoas vivendo com a doença, o que significa uma em cada dez no mundo.

O Brasil integra o quadro global com estatísticas ainda mais alarmantes, onde uma a cada dez pessoas vive com diabetes. Atualmente, o Ministério da Saúde reconhece 14 milhões de habitantes com a doença, número que quadruplicou desde 1980, principalmente nos países em desenvolvimento como o nosso.

O futuro por aqui também é sombrio como mostra o Relatório Global do IDF. Em 2040, haverá um crescimento de 65% no número de casos no Brasil chegando a 24 milhões.  O Atlas aponta que 40% das pessoas com diabetes, cerca de 6 milhões desconhecem a doença.

Leia também em outra postagem mais sobre diabetes, clique aqui.

Mortes por diabetes

A cada 6 segundos, uma pessoa morre de diabetes no mundo, totalizando 5 milhões de mortes por ano.

No Brasil, 130 mil morrem por ano em decorrência do diabetes, a quinta doença que mais provoca óbitos no país.

Foto Links Úteis | Prof. Dr. Carneiro
Prof. Dr. Luiz Carneiro
Prof. Dr. Luiz Carneiro CRM: 22.761/SP, diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prof Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
CONTATO
Atenção: O site https://profluizcarneiro.com.br/ é uma espaço de informação e orientação médica de qualidade, nunca poderá substituir a consulta de um profissional médico que é a única pessoa capaz de realizar o diagnóstico real.

© 2021 Prof. Dr. Luiz Carneiro. Todos os direitos reservados. Desenvolvido com ♥ em WordPress por SuryaMKT

magnifiercross