Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
Home RobóticaContato

Como é feito o Tratamento para o Câncer de Fígado?

O câncer de fígado, como todo e a grande maioria dos cânceres, quando diagnosticado precocemente, tem cura! Hoje em dia, existem várias formas de tratamento pouco invasivas, pouco mutiladoras, e feitas até em ambulatório, desde que o diagnóstico seja precoce!

Como fazer o Diagnóstico Precoce do Câncer?

Sabemos que existem populações de risco, como as pessoas com:

  • Cirrose Hepática por conta de Hepatite;
  • Cirrose por alto consumo de bebidas alcoolicas;
  • Esteato hepatite (muita gordura no fígado).

Estas pessoas devem realizar exames preventivos, e é recomendado que façam uma dosagem de alfafetoproteína a cada três ou seis meses, dependendo da gravidade, e um exame de ultrassonografía do fígado

Quais são os Tratamentos?

Se sua lesão já está assestada e você já tem um diagnóstico de cirrose e tem um tumor no fígado, procure um especialista, pois já existem tratamentos especiais como:

  • Ablação;
  • Quimioembolização do Fígado;
  • Cirurgias;
  • Transplantes.

Portanto, vemos que existe sim muita chance de cura, hoje ainda existindo tratamentos quimioterápicos com a imunoterapia, que oferecem grandes chances de bons resultados a longo prazo. Se você está no grupo de risco, possui alguma doença congênita por deficiência de enzimas , deve-se fazer um segmento rigoroso desta doença para que o diagnóstico seja feito precocemente e você já possa se tratar e curar-se.

Como é o Diagnóstico para pacientes com Metástase?

Caso você tenha uma metástase, que é quando um tumor primário vai para o fígado, este diagnóstico muda, pois o tratamento passa a ser feito em função do diagnóstico primário

Por exemplo, se você tem um câncer de mama e uma lesão hepática, preferencialmente, a primeira abordagem é por quimioterapia, tratamento sistêmico. Se você tem um tumor de intestino com metástase hepática, pode ser que tenha que ser feito uma quimioterapia e vá depois à cirurgia, podendo ocorrer uma indicação de cirurgia inicial.

Tem que se trabalhar o diagnóstico de maneira correta, fechando todo o seu quadro clínico, que nós chamamos de estadiamento da doença oncológica, definindo assim, a melhor forma de tratamento.

Hoje os tratamentos estão muito evoluídos, com avanços fantásticos, e nos hospitais onde trabalhamos existem milhares de pessoas que se curaram do câncer de fígado.

Então, não desanime, procure um especialista, pois existem grandes chances de se ter uma forma de tratamento

Gostou? Compartilhe!
dr Luiz Carneiro

Profº Dr.Luiz Carneiro

CRM: 22.761/SP

Diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

magnifiercrossmenuchevron-down