Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
Home RobóticaContato

As Hepatites B e C podem atacar de forma aguda ou crônica?

Hepatite pode ser definida por qualquer inflamação do fígado por causas como as infecções pelos vírus tipo A, B e C e o abuso do consumo de álcool ou outras substâncias tóxicas.

Neste post iremos falar sobre os tipos B e C da Hepatite B, como eles podem ser transmitidos e os tratamentos. Continue nos acompanhando!

Hepatite B

A hepatite B é um vírus muito antigo que pode aparecer de formas agudas que podem ter intensidade muito pequena e passar despercebido clinicamente, ou formas muito graves, e qualquer uma dessas formas pode levar a sequelas irreversíveis ao fígado com o passar dos anos, isso depende da reação de cada um.

Como a Hepatite B é transmitida?

A hepatite B é uma hepatite que temos um bom conhecimento de sua história, ela pode ser transmitida de algumas maneiras, como:

  • No nascimento, da mãe para o filho;
  • Contato com sangue de pessoa infectada;
  • Secreções orais;
  • Contato sexual.

Esses modos de transmissão já são bem conhecidos pela população e podem levar, consequentemente à cirrose, que acaba tendo uma incidência muito expressiva, pois, em geral, o câncer de fígado ocorre em alguém que tenha uma doença crônica do fígado.

Tratamento para a Hepatite B

Podemos dizer que a hepatite B é o único câncer que tem vacina, pois se você se vacinar contra hepatite B, que hoje é obrigatório para crianças, você não vai ter o vírus, não vai ter cirrose e consequentemente não vai ter o câncer.

Portanto, para quem diz que o câncer não tem vacina, ele tem sim, é só se vacinar contra hepatite B que você exclui a possibilidade deste tipo de câncer na sua vida, além de todas as consequências decorrentes das doenças crônicas como a cirrose.

Esse é o panorama do vírus B. Pode sim ter fase muito leve, como também muito grave e mais que o tratamento é vacinar e nós temos então que tomar o cuidado de quem não se vacinou e pegou a doença, pois ela se trata de uma pessoa de risco. Então, tem de se fazer exames periódicos, porque sabemos que qualquer lesão descoberta precocemente pode ser tratada e revertida, se não fizermos o tratamento este câncer pode crescer.

Sendo assim, o melhor tratamento é a prevenção, então você tem que ir no seu médico, pedir para fazer o exame de ultrassom, uma alfa fetoproteína, que chamamos de um rastreamento do câncer de fígado.

Hepatite C

O vírus C é um vírus que também vem por ordem sexual, na grande maioria das vezes ele é silencioso, ele não tem a mesma forma aguda que o vírus B ou A podem ter, mas é uma doença mais crônica e também pode dar cirrose e também ter uma incidência maior de câncer por cima, porém, ainda não temos vacina para este vírus.

Tratamento para Hepatite C

Em contrapartida da falta de vacina, da mesma maneira que o vírus B, nós temos tratamento. Então, quem tem vírus B pode tratar e quem tem vírus C também.

Existem remédios hoje de via oral, que o governo fornece, da qual você pode usar para tratar e fazer a resolução do seu quadro de vírus C.

Se você já tem um vírus C crônico, com cirrose, você deve fazer um segmento com ultrassom periódico dependendo do seu grau de doença de três ou seis meses, com a dosagem de alfa feto.

Procure o seu médico se você tiver uma suspeita de vírus B ou C, pois eles se encaixam dentro de doenças que precisam ser tratadas e colocadas para tratamento de maneira preventiva, que nós chamamos de rastreamento destas doenças!

Gostou? Compartilhe!
dr Luiz Carneiro

Profº Dr.Luiz Carneiro

CRM: 22.761/SP

Diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

magnifiercrossmenuchevron-down