Logo | Dr. Luiz Carneiro CRM 22761
Home RobóticaContato

Tratamento especializado de Cirrose Hepática garante qualidade de vida ao paciente

Hoje nós vamos falar de cirrose hepática que é um assunto muito importante e muito atual. No dia-a-dia, todos querem saber o que a cirrose?

Cirrose é uma inflamação crônica do fígado, uma doença que pode estar associada ao álcool, às hepatites e algumas outras formas mais raras. Basicamente, a maioria das hepatites é decorrente dessas duas causas.

Quando você trata essas doenças e faz o seguimento perfeito, ela pode ser contornada. As doenças muitas vezes são crônicas e pode demorar uma vida inteira para resolver.

Quando surgem as manifestações de cirrose hepática, já significa que tem um comprometimento importante do fígado. Por isso, que nós devemos sempre procurar assistência médica, ao menor sintoma ou dúvida do problema.

Os sinais de cirrose

Os sinais de cirrose hepática são olhos amarelados, eventualmente, aumento do volume abdominal, pernas inchadas. Atenção, para quem tem doença crônica do fígado, esses dois pontos já são um alarme.

Outros sintomas muito mais avançados podem ser confusão mental e diminuição da urina, o que significa uma fase muito adiantada da cirrose.

Nós podemos tratar desses casos através de várias formas, que quando bem realizadas, podem levar o paciente a ter uma vida absolutamente normal com atividades físicas e profissionais.

E na fase final, se essa doença tiver uma evolução crônica, controlada e lenta, existe a possibilidade de transplante ou outras formas mais atuais de tratamento.

Então, nós devemos ter sempre mente que os tratamentos são complexos, merecem cuidados especializados porque existem novas drogas e associação de medicamentos. Isso faz com que haja necessidade de uma especializada para tratar dessa doença.

É muito importante e não devemos esperar demais porque o tratamento que inicialmente pode parecer radical, pode na verdade ser a melhor indicação para aquele caso.

Então, eu acredito que nós tenhamos que fazer um acompanhamento com médicos com especialização em hepatologia. A triagem inicial é feita sempre com um ultrassom que já vai mostrar se tem alguma alteração do fígado, além dos exames de laboratório.

Com a retaguarda de uma equipe especializada, o paciente precisa ter em mente: sempre existe possibilidade de um tratamento de maneira permanente, até mesmo com ou sem transplante de fígado. Mas não devemos esperar demais, porque o paciente fica muito comprometido.

Você que tem cirrose hepática, não espere demais porque existem formas de tratamento. Eventualmente, o mais drástico de todos é o transplante do fígado, mas que devolve a vida a esses pacientes.

Podemos lembrar que aqui nós temos informação de qualidade. Prevenir é a base de tudo.

Para mais detalhes leia também "CIRROSE".

Gostou? Compartilhe!
dr Luiz Carneiro

Profº Dr.Luiz Carneiro

CRM: 22.761/SP

Diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas, professor da FMUSP e chefe do Departamento de Gastroenterologia da FMUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

magnifiercrossmenuchevron-down