Pancreatite, inflamação provocada por álcool, remédios e pedra na vesícula

O que é pancreatite? Por que que remédios mais modernos para diabetes a longo prazo podem causar este problema?

Bom, pancreatite é uma inflamação do pâncreas, então se você leva uma pancada, você tem uma inflamação. Se é do tendão, é uma tendinite, se é o do músculo, você tem uma miosite. No pâncreas, é uma inflamação aguda chamada pancreatite aguda. A pessoa por algum motivo entupiu o canal lá que a secreção de amilase que sai do pâncreas não chega ao intestino porque teve um cálculo, uma pedra, esse órgão pode ter uma pancreatite aguda.

Leia também os artigo que detalham pancreatite crônica e pancreatite aguda.

Então, pancreatite aguda é comum em pessoas que têm cálculo na vesícula e uma pedra pequenina pode entupir o canal e fica cheio de enzimas feitas para digerir as proteínas no intestino, então elas ficam lá e podem digerir o próprio pâncreas, então isso é uma pancreatite de origem biliar.

Mas você pode ter uma pancreatite, uma inflamação aguda provocada por medicamentos. Existem várias formas muito graves e também a pancreatite leve com pequenos edemas.

Mas tem também as pancreatites com inflamação tão grande que são chamadas de necro hemorrágicas. Aí tem necrose com sangramento e índice de mortalidade grande porque é preciso internar na uti.

E nós temos a pancreatite crônica, um exemplo clássico é do álcool. Todo o dia a pessoa bebe um pouquinho, agride a célula pancreática, substitui por uma fibrose, essa fibrose se cronifica e o pâncreas vai ficando duro.

Têm a crônica e a aguda, são doenças completamente diferentes. Esse é um aspecto muito importante.

Na mulher, a causa mais comum é a pancreatite aguda por cálculo de vesícula, problema que atinge substancialmente o público feminino. Então, quando esse calculo sai entope o canal da vesícula do intestino da bile e desemboca junto com o pâncreas. Então, a pedrinha foi lá, impactou ali, fechou, dá uma inflamação. Em geral, não é tão grave, tem que operar, mas ela se resolve. Do homem mais comum, o mais comum é a pancreatite crônica pelo álcool.

Agora, eventualmente uma grande quantidade e ingesta de álcool pode desencadear também uma pancreatite aguda em homens. No geral, essas pancreatites a primeira causa é o álcool, mas têm outras doenças que podem levar a pancreatite crônica. Por exemplo, se ele tiver muito colesterol e triglicérides muda a composição dessas enzimas e forma cálculo dentro do pâncreas e aí pode levar a própria digestão do pâncreas. Em geral, são quadros crônicos que podem dar dor, diarreia, que a enzima não chega no intestino.

Nós temos que diferenciar o que é agudo do que é crônico. Em geral, só o seu médico tem capacidade de formar o diagnóstico e prescrever o melhor tratamento.

6 Comentários

  1. Fca Maria

    Tive pancreatite sobrevive Graças a Deus

    Responder
    • Equipe Dr. Carneiro

      Olá fico contente que esteja curada. continue nos acompanhando, obrigado.

      Responder
  2. Adriana Costa

    ha tempos minha digestão anda comprometida. Na última semana comecei a sentir dores embaixo da costela esquerda. E hoje 02/06/18 comecei a me
    Sentir mal, ânsia,
    Vômito e diarreia amarela, não tenho convênio e estou apavorada.

    Responder
    • Equipe Dr. Carneiro

      Adriana você precisa ir a um atendimento médico, que seja num posto de saúde, mas não deixe de passar por um médico. Obrigado pela participação.

      Responder
  3. Ademir zabotto

    Tive duas vezes no ano passado em maio em julho na segunda vez fiquei na uti dia 12 agora 1 ano sem beber nada de álcool as vezes da vontade eu já vi casos pessoas que teve pamcreatite e volta a beber cerveja tenho um amigo ele teve a dois anos hoje ele só bebê cerveja não todos dia

    Responder
    • Equipe Dr. Carneiro

      Oi Ademir cada caso é um caso, a bebida, por menor que seja a quantidade, nunca é recomendada, ela prejudica diversos órgãos. Evite beber.
      Obrigado pelo comentário, continue me acompanhando, curtindo e compartilhando meus posts.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prof. Dr. Luiz Carneiro
Diretor da Divisão de Transplantes de Fígado e Orgãos do Aparelho Digestivo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP
TIRE SUAS DÚVIDAS

Share This
Fale pelo Whatsapp